Obama nomeia Jack Lew para suceder Geithner no Tesouro

Lew, que deve ter indicação aprovada pelo Senado, passará a lidar com as negociações sobre a redução da dívida do país
 (EXAME.com)
(EXAME.com)
Por Da RedaçãoPublicado em 11/01/2013 21:35 | Última atualização em 11/01/2013 21:35Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nomeou nesta quinta-feira seu chefe de gabinete, Jack Lew, para a posição de próximo Secretário do Tesouro, sucedendo Timothy Geithner.

"Jack tem minha total confiança", disse Obama em uma cerimônia na Casa Branca.

Lew, de 57 anos, vai assumir a delicada negociação com o Congresso sobre a redução da dívida e dos gastos do país, um desafio central para o segundo mandato de Obama.

A indicação de Lew deve ser aprovada no Senado. Denis McDonough, sub-conselheiro de segurança nacional de Obama, é o principal candidato para substituir Lew como chefe de gabinete.

Lew foi diretor de orçamento de Obama e do ex-presidente Bill Clinton. Ele liderou em 2011 as negociações com o Congresso que antecederam a aprovação aumento do teto de endividamento dos EUA.

"Por mais de um quarto de século, Jack Lew tem sido parte integral de alguns dos mais importantes acordos orçamentários, financeiros e fiscais... em Washington", disse o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, a repórteres na quarta-feira, após o vazamento da notícia de que Lew seria o escolhido de Obama.

Alguns analistas questionaram se Lew tem experiência suficiente para trabalhar com finanças internacionais e regulamentações bancárias, mas a Casa Branca destacou a experiência internacional que ele obteve durante sua passagem pelo Departamento de Estado, e sua "forte relação com a comunidade empresarial", tendo trabalhado como diretor-gerente do Citigroup.

Junto ao senador John Kerry, escolhido por Obama como seu novo secretário de Estado, e ao ex-senador Chuck Hagel, nomeado chefe da Defesa, Lew integrará o círculo mais alto de assessores do presidente.