Lucro dos bancos comerciais cresce 15% no 3º trimestre

A recuperação se deu em um período de aumento nas receitas com empréstimos, prestação de serviços e tarifas

Brasília - O lucro dos bancos comerciais brasileiros cresceu 15% no terceiro trimestre de 2013 na comparação com o mesmo período de 2012. A recuperação se deu em um período de aumento nas receitas com empréstimos, prestação de serviços e tarifas. Ao mesmo tempo, as despesas com provisão para inadimplência recuaram.

Segundo dados do Banco Central, o lucro dos 97 bancos comerciais somou R$ 13,730 bilhões entre julho e setembro deste ano, ante R$ 11,948 bilhões no mesmo período de 2012. O valor ainda está, no entanto, abaixo dos R$ 17,512 bilhões verificados no terceiro trimestre de 2011.

Considerando sempre a comparação entre terceiros trimestres, as receitas com operações de crédito haviam recuado 5% em 2012 em relação a 2011, com o impacto da política de redução de spreads liderada pelas instituições públicas. Em 2013, essas receitas cresceram 7%, para R$ 86,308 bilhões, ultrapassando novamente o nível de dois anos antes (R$ 84,867 bilhões).

Na mesma comparação, as despesas com provisões passaram de uma alta de 13% entre julho e setembro de 2012, período em que a inadimplência ainda seguia tendência de aumento, para uma queda de 9% no mesmo trimestre de 2013, para R$ 21,689 bilhões.

Nesse mesmo trimestre, as receitas com prestação de serviços avançaram 6% de 2011 para 2012 e 12% do ano passado para 2013, totalizando R$ 16,255 bilhões no último período. Já as rendas de tarifas bancárias, que são computadas separadamente pelo BC, mantiveram praticamente o mesmo nível de expansão, pouco acima de 10%, para R$ 7,665 bilhões no trimestre passado.

Os números não consideram os bancos múltiplos sem carteira comercial e bancos de investimento, um total de 34 instituições financeiras. Nesse caso, o lucro recuou 25% na comparação entre o terceiro trimestre deste ano e o mesmo período do ano passado, para R$ 194 milhões.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.