Liminar do TJ suspende aumento do IPTU em Tatuí

O reajuste médio de 25%, segundo a prefeitura, foi objeto de ação direta de inconstitucionalidade movida pelo PSDB local

Sorocaba (SP) - Uma liminar concedida pelo desembargador Antonio Luiz Pires Neto, do Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo, no final da tarde de quinta-feira (12) suspendeu o aumento no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) aprovado para o exercício de 2014, em Tatuí, região de Sorocaba (SP).

O reajuste médio de 25%, segundo a prefeitura, foi objeto de ação direta de inconstitucionalidade movida pelo PSDB local. Para o presidente do PSDB, ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, o reajuste médio foi maior, de 33%, com picos de até 100% em algumas regiões.

O partido usou o argumento de que o aumento de imposto muito acima de inflação fere o princípio da razoabilidade. O desembargador considerou que o princípio da razoabilidade "visa a inibir e a neutralizar eventuais abusos do Poder Público".

O reajuste foi proposto pela prefeitura e aprovado pela Câmara por 11 votos a favor e cinco contrários. De acordo com o prefeito José Manoel Correa Coelho (PMDB), o aumento resultou de uma atualização na planta de valores dos imóveis que estava defasada havia oito anos. A Prefeitura vai tentar derrubar a liminar.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.