A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

FMI alerta que dívida global já chega a US$ 182 trilhões, um novo recorde

De acordo com estimativas, as economias emergentes, excluindo a China, podem enfrentar potencialmente uma dívida de até US$ 100 bilhões

Washington - A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, informou nesta segunda-feira que a dívida global bateu um novo recorde, chegando a US$ 182 trilhões.

"A dívida global - tanto pública quanto privada - bateu um recorde histórico de US$ 182 trilhões, quase 60% acima da registrada em 2007", detalhou Lagarde em discurso na sede do FMI, em Washington.

A diretora do FMI explicou que depois de uma década de condições financeiras "relativamente fáceis", os níveis da dívida alcançaram novos níveis máximos em economias avançadas, emergentes e em países com baixa renda.

Este cenário, segundo Lagarde, deixou os governos e as empresas de diversas partes do mundo "mais vulneráveis" em relação a um endurecimento dessas condições financeiras.

"As economias emergentes e em desenvolvimento já estão sentindo a pressão e se ajustam à normalização monetária no mundo avançado", comentou.

Lagarde alertou que esse processo de ajuste "pode ser ainda mais desafiador" se acelerado de maneira inesperada, o que pode causar correções dos mercados, fortes mudanças das taxas de câmbio e um maior enfraquecimento dos fluxos de capital.

De acordo com as estimativas do FMI, as economias emergentes - excluindo a China - podem enfrentar potencialmente uma dívida de até US$ 100 bilhões.

A diretora do FMI ressaltou que a análise do órgão demonstra que os países com mais experiência na flexibilidade das taxas de câmbio apresentaram menos perdas de produtividade depois da crise financeira global. EFE

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também