Economia

Fiscalização de Páscoa mostra irregularidade em 16% dos produtos

Segundo o Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo, 16% apresentam discordância entre o peso do produto e a informação da embalagem

Páscoa: o percentual indica um leve acréscimo de um ponto percentual em relação ao ano passado, quando 15% dos produtos apresentaram falhas (Mauro Holanda/Dedoc/Dedoc)

Páscoa: o percentual indica um leve acréscimo de um ponto percentual em relação ao ano passado, quando 15% dos produtos apresentaram falhas (Mauro Holanda/Dedoc/Dedoc)

AB

Agência Brasil

Publicado em 28 de março de 2017 às 19h32.

Última atualização em 28 de março de 2017 às 19h47.

Fiscalização feita hoje (28) pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) mostrou que 16% de produtos característicos da Páscoa, como chocolates, colombas e ovos de chocolate, estavam irregulares.

O problema mais frequente foi a discordância entre o peso do produto e a informação da embalagem.

O percentual indica um leve acréscimo de um ponto percentual em relação ao ano passado, quando 15% dos produtos apresentaram falhas.

Foram fiscalizadas em todo o estado supermercados e lojas especializadas - de pequeno, médio e grande porte.

Os números detalhados da operação serão divulgados amanhã (29) pelo órgão estadual.

Acompanhe tudo sobre:ChocolateIrregularidadesPáscoa

Mais de Economia

Governo Milei anuncia venda de dólares no câmbio paralelo argentino

Argentina volta a ter alta de inflação em junho; acumulado de 12 meses chega a 271,5%

Com alíquota de 26,5%, Brasil deve ter um dos maiores IVAs do mundo; veja ranking

Haddad declara ser favorável à autonomia financeira do Banco Central

Mais na Exame