Fed minimiza receios com estabilidade financeira

O Fed tem mantido a taxa básica de juros próxima de zero desde dezembro de 2008

Palo Alto, Califórnia - Três altos dirigentes do Federal Reserve Bank, o banco central dos Estados Unidos, disseram na noite desta sexta-feira que receios sobre a estabilidade financeira não estão atualmente no topo da lista de preocupações sobre as perspectivas econômicas.

John Williams, presidente do Fed de São Francisco, disse que o banco central deveria ter em mente a possibilidade de que as baixas taxas de juros e grandes compras de bônus levem a uma tomada de risco excessiva nos mercados financeiros, criando espaço para possíveis bolhas de ativos. Mesmo assim, ele explicou que esses riscos não são atualmente uma limitação à política acomodatícia. "Eu não vejo isso como um grande limitador hoje", afirmou após dois dias de conferência em um evento organizado pelo Instituto Hoover.

Já o presidente da distrital da Filadélfia, Charles Plosser, afirmou que estava receoso em criar um novo mandato para o Fed, de manter a estabilidade financeira. Mas acrescentou: "Eu não quero que a política monetária seja fonte de instabilidade financeira". E o chefe da regional de Richmond, Jeffrey Lacker, opinou que a melhor contribuição que o banco central pode dar para a estabilidade financeira é manter a inflação estável e próxima da meta. Ele também não se mostrou favorável à ideia de atribuir ao Fed a obrigação de identificar e reverter bolhas de ativos. "Eu não acho que o banco central deveria ser responsável por resolver todos os problemas".

O Fed tem mantido a taxa básica de juros próxima de zero desde dezembro de 2008 e já comprou mais de US$ 3 trilhões em títulos hipotecários e bônus do Tesouro dos EUA, em um esforço para manter as taxas de juros de longo prazo baixas e estimular a recuperação da economia. Fonte: Dow Jones Newswires.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.