• AALR3 R$ 20,15 -0.74
  • AAPL34 R$ 67,35 -0.01
  • ABCB4 R$ 16,54 -0.66
  • ABEV3 R$ 14,00 -0.92
  • AERI3 R$ 3,57 -1.11
  • AESB3 R$ 10,86 2.26
  • AGRO3 R$ 30,93 -0.58
  • ALPA4 R$ 21,43 2.88
  • ALSO3 R$ 19,02 0.05
  • ALUP11 R$ 27,10 -0.77
  • AMAR3 R$ 2,52 5.00
  • AMBP3 R$ 31,00 2.31
  • AMER3 R$ 21,89 -4.33
  • AMZO34 R$ 65,21 2.26
  • ANIM3 R$ 5,47 2.05
  • ARZZ3 R$ 79,20 -0.75
  • ASAI3 R$ 15,65 -1.57
  • AZUL4 R$ 20,07 -3.00
  • B3SA3 R$ 11,89 -1.08
  • BBAS3 R$ 37,43 -0.98
  • AALR3 R$ 20,15 -0.74
  • AAPL34 R$ 67,35 -0.01
  • ABCB4 R$ 16,54 -0.66
  • ABEV3 R$ 14,00 -0.92
  • AERI3 R$ 3,57 -1.11
  • AESB3 R$ 10,86 2.26
  • AGRO3 R$ 30,93 -0.58
  • ALPA4 R$ 21,43 2.88
  • ALSO3 R$ 19,02 0.05
  • ALUP11 R$ 27,10 -0.77
  • AMAR3 R$ 2,52 5.00
  • AMBP3 R$ 31,00 2.31
  • AMER3 R$ 21,89 -4.33
  • AMZO34 R$ 65,21 2.26
  • ANIM3 R$ 5,47 2.05
  • ARZZ3 R$ 79,20 -0.75
  • ASAI3 R$ 15,65 -1.57
  • AZUL4 R$ 20,07 -3.00
  • B3SA3 R$ 11,89 -1.08
  • BBAS3 R$ 37,43 -0.98
Abra sua conta no BTG

Faturamento das primeiras 7 horas da Black Friday já é maior que em 2018

Segundo o levantamento feito pela Ebit/Nielsen, o número é 69% superior ao mesmo período do ano passado
 (Reuters/Manaure Quintero)
(Reuters/Manaure Quintero)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 29/11/2019 16:08 | Última atualização em 29/11/2019 16:08Tempo de Leitura: 2 min de leitura

São Paulo — As primeiras sete horas de vendas da sexta-feira de Black Friday no e-commerce totalizaram R$ 362,1 milhões, segundo levantamento da Ebit/Nielsen. O número é 69% superior ao mesmo período de 2018. Neste período avaliado desta sexta, o varejo online brasileiro vendeu metade do total faturado no esquenta Black Friday (25 a 27 de novembro), quando o total foi de R$ 751 milhões. O tíquete médio para as primeiras horas da sexta-feira de Black Friday foi de R$ 808, crescimento de 5% na comparação com 2018 (R$ 769).

"O consumidor voltou a aderir a virada, e passou literalmente a madrugada online fazendo as suas compras. O pico foi entre meia-noite e 2h da manhã, o tíquete médio mais alto foi registrado nesta mesma faixa de horário R$ 849", observa em nota a líder de Ebit/Nielsen, Ana Szasz.

O volume de pedidos nestas sete horas, segundo o levantamento, foi de 448 mil, variação de 61% frente ao mesmo período de 2018 (278 mil). Entre 5h e 6h da manhã, o volume de pedidos atingiu 28 mil, uma variação de 206% na comparação com a mesma faixa de horário do ano anterior.

Antecipado

O levantamento mostra ainda que as vendas da quinta-feira de Black Friday no e-commerce totalizaram R$ 731 milhões, segundo dados da Ebit/Nielsen. O número é 20% maior que o registrado no mesmo período de 2018, quando as vendas para este dia somavam R$ 608,7 milhões.

O total de pedidos na quinta-feira (28) chegou a 1,4 milhão, uma variação de 18% em relação a quinta-feira (22) de 2018 (1,2 milhão). O tíquete médio nas 24 horas iniciais da Black Friday foi de R$ 525, alta de 2% frente ao ano passado (R$515).

No recorte regional, a Ebit/Nielsen indica que a região Sudeste liderou o volume de pedidos na quinta-feira com 66%, seguida pelo Sul com 15%. O Nordeste aparece logo após com 10% das compras, Centro-Oeste com 7% e, por último, o Norte com 2%.

Segundo informações da Ebit/Nielsen, 53% dos pedidos da quinta-feira foram via mobile (753 mil), uma variação de 77% frente a 2018. Os dados mostram que 51% do faturamento (R$ 377 milhões) foi por meio de dispositivos móveis, alta de 97% em relação ao ano passado.

Veja Também

Uso de cartões cresceu cerca de 22% na Black Friday 2021
Minhas Finanças
Há um ano • 1 min de leitura

Uso de cartões cresceu cerca de 22% na Black Friday 2021

Black Friday: vendas crescem 7%, mas ficam abaixo do patamar de 2019
Minhas Finanças
Há um ano • 3 min de leitura

Black Friday: vendas crescem 7%, mas ficam abaixo do patamar de 2019