EUA pede que Grécia coopere com UE e com FMI

Ministros da Economia da zona do euro se reunirão na próxima quarta-feira em Bruxelas para tentar chegar a um acordo sobre a situação da Grécia

Atenas - “Os Estados Unidos consideram que é muito importante que o governo grego trabalhe de forma cooperativa com seus colegas europeus e com o FMI" declarou na sexta-feira o embaixador americano em Atenas.

O embaixador David Pearce deu essa declaração, citada em um comunicado da delegação diplomática, após uma série de entrevistas com os principais dirigentes gregos, entre eles o primeiro-ministro Alexis Tsipras e o ministro da Economia, Yanis Varoufakis, realizadas nos dois últimos dias.

Várias destas reuniões contou com a presença do vice-secretário adjunto do Tesouro americano, Daleep Singh, encarregado de assuntos europeus.

Os ministros da Economia da zona do euro se reunirão na próxima quarta-feira em Bruxelas para tentar chegar a um acordo sobre a situação da Grécia, na véspera de uma cúpula de chefes de Estado e de governo da União Europeia.

A Grécia quer convencer seus parceiros europeus de renegociarem os 315 bilhões da sua dívida pública, equivalente a 175% do PIB.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.