Estudos podem levar até à extinção de Correios e EBC, diz Salim Mattar

Meta de desestatização do governo tem como prioridade a Eletrobras
Salim Mattar: secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados falou sobre processo de desestatização de empresas (Amanda Perobelli/Reuters)
Salim Mattar: secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados falou sobre processo de desestatização de empresas (Amanda Perobelli/Reuters)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 19/02/2020 às 15:57.

Última atualização em 19/02/2020 às 16:01.

Após a formalização da inclusão da Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec) no Programa Nacional de Desestatização (PND), o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Salim Mattar, disse nesta quarta-feira, 19, que Correios e EBC também podem passar do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) para o PND.

"Estamos trabalhando nos estudos para as duas empresas, que podem levar até mesmo à extinção delas. Pela complexidade e pela necessidade de aprovação do Congresso, a privatização dos Correios deve ocorrer só no fim de 2021", acrescentou.

Mattar voltou a dizer que a capitalização da Eletrobras, com a saída da União do controle da empresa, é a prioridade do governo para 2020.

A modelagem para o processo está sendo discutida com senadores para só então ser levada para votação na Câmara dos Deputados.