Empréstimo a distribuidoras deixa de cobrir R$450mi em abril

Última tranche de cerca de R$2,27 bilhões do empréstimo às distribuidoras não será suficiente para quitar todos os gastos com exposição involuntária

Brasília- A última tranche de cerca de 2,27 bilhões reais do empréstimo às distribuidoras de energia não será suficiente para quitar todos os gastos com a exposição involuntária referentes ao mês de abril que serão pagos até 10 de junho, disse o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, a jornalistas nesta terça-feira.

Segundo ele, fica faltando cerca de 450 milhões de reais para cobrir toda a necessidade das distribuidoras referente ao mês de abril. Nesse caso específico, ele disse que as distribuidoras terão que arcar com os custos restantes.

Mas Rufino disse que o governo federal já estuda alternativas para ajudar o setor nos meses seguintes. Segundo ele, a ampliação do empréstimo com bancos, que originalmente totalizava 11,2 bilhões de reais, é uma das alternativas, mas que a decisão depende dos bancos, conforme antecipou reportagem da Reuters na segunda-feira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.