Demanda doméstica impulsiona crescimento da Alemanha no tri

Dados ajustados sazonalmente confirmaram a estimativa anterior de que o PIB da Alemanha cresceu 0,3% no trimestre entre julho e setembro

Berlim - Uma forte alta na demanda doméstica, liderada pelo aumento no investimento e gastos em construção, alimentou o crescimento da Alemanha no terceiro trimestre, apesar da fraqueza do comércio exterior da maior economia da Europa.

Dados ajustados sazonalmente da Agência Federal de Estatísticas divulgados nesta sexta-feira confirmaram a estimativa anterior de que o Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha cresceu 0,3 por cento no trimestre entre julho e setembro e 1,1 por cento na comparação com o mesmo período do ano anterior.

O consumo privado acrescentou 0,1 ponto percentual ao PIB no terceiro trimestre, os investimentos contribuíram com 0,5 ponto percentual e o comércio exterior subtraiu 0,4 ponto percentual.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também