Déficit nominal do setor público diminui em novembro

Em outubro, o déficit havia sido de R$ 11,528 bilhões e, em novembro do ano passado, o resultado foi negativo em R$ 21,846 bilhões

Brasília - O setor público consolidado registrou um déficit nominal de R$ 175 milhões em novembro, informou nesta sexta-feira, 27, o Banco Central. Em outubro, o déficit havia sido de R$ 11,528 bilhões e, em novembro do ano passado, o resultado foi negativo em R$ 21,846 bilhões.

No mês passado, o governo central registrou superávit nominal de R$ 5,204 bilhões. Os governos regionais tiveram saldo negativo de R$ 5,301 bilhões. As empresas estatais registraram déficit nominal de R$ 77 milhões. No acumulado do ano, o déficit nominal foi de R$ 143,944 bilhões (3,29% do PIB). No mesmo período de 2012, estava em R$ 112,062 bilhões (2,80% do PIB). Nos 12 meses encerrados em novembro, o déficit nominal está em R$ 140,794 bilhões, ou 2,96% do PIB.

De acordo com o BC, o setor público consolidado gastou R$ 29,920 bilhões com juros em novembro. Houve aumento em relação ao gasto de R$ 17,717 bilhões registrado em outubro deste ano e alta ante os R$ 18,368 bilhões vistos em novembro do ano passado. O governo central teve no mês passado um gasto com juros de R$ 23,404 bilhões. Já os governos regionais registraram uma despesa de R$ 6,251 bilhões e as empresas estatais tiveram gastos de R$ 265 milhões no período.

No acumulado do ano até novembro, o gasto com juros do setor público consolidado soma R$ 224,843 bilhões, o equivalente a 5,15% do Produto Interno Bruto (PIB). No mesmo período do ano passado, o gasto com juros estava em R$ 216,100 bilhões ou 5,72% do PIB. Já nos 12 meses encerrados em novembro, a despesa chega a R$ 243,945 bilhões ou 5,13% do PIB.

Dívida líquida

A dívida líquida do setor público caiu para 33,9% do Produto Interno Bruto (PIB) em novembro, ante 34,9% verificado em outubro (dado revisado). A dívida líquida do governo central, governos regionais e empresas estatais terminou o mês passado em R$ 1,614 trilhão.

A dívida bruta do governo geral encerrou o mês passado em R$ 2,783 trilhões, o que representou 58,5% do PIB. Em outubro, essa relação estava em 58,7%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.