A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Déficit comercial dos EUA cresce 13,3% em julho

O déficit dos Estados Unidos em seu comércio de bens e serviços cresceu 13,3% em julho e chegou a US$ 39,1 bilhões

Washington - O déficit dos Estados Unidos em seu comércio de bens e serviços, que em junho tinha se reduzido para seu nível mais baixo em quase quatro anos, cresceu 13,3% em julho e chegou a US$ 39,1 bilhões, informou nesta quarta-feira o Departamento de Comércio.

Os gastos com as importações de petróleo aumentaram em julho como reflexo dos preços globais mais altos. Além disso, a demanda por veículos importados e peças de reposição atingiu níveis sem precedentes.

Mesmo assim, o déficit no comércio exterior em julho foi 10% menor que o registrado um ano antes, em grande medida porque os Estados Unidos extraem e refinam mais petróleo para seu consumo e para exportação.

Neste mês, as exportações de petróleo e produtos derivados alcançaram o valor sem precedentes de US$ 12.500 bilhões.

O déficit com a China e com a União Europeia (UE) também atingiu em julho números recordes.

Segundo o relatório, o déficit comercial dos EUA somou US$ 279,566 bilhões entre janeiro e julho, comparado com os US$ 321,700 bilhões nos sete primeiros meses de 2012.

As exportações de bens e serviços desceram 0,5% em julho e ficaram em US$ 189,446 bilhões, enquanto o valor das importações subiu 1,56% e chegou aos US$ 228.593 bilhões.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também