Conselho de Portugal estudará perspectivas econômicas

A medida foi anunciada pelo presidente português num momento em que a política de austeridade provoca tensões no seio da coalizão no poder

Lisboa - O presidente português convocou para a próxima semana o Conselho de Estado, um órgão consultivo, num momento em que a política de austeridade provoca tensões no seio da coalizão no poder e ameaça perturbar a colocação em andamento do plano de ajuda concedido a Portugal.

O presidente Annibal Cavaco Silva convocou o Conselho de Estado para a próxima segunda-feira para estudar "as perspectivas da economia portuguesa para o período de depois da troica", indicou nesta segunda-feira em um breve comunicado a presidência. O Conselho de Estado é composto por 21 membros de tendências diferentes.

O plano de resgate de 78 bilhões de euros, concedido há dois anos pela União Europeia e pelo Fundo Monetário Internacional, precisa terminar em junho de 2014 e Portugal, liberado da tutela da troica (UE-FMI-BCE) dos credores, deve então poder se financiar de forma independente.

O primeiro-ministro do país, Pedro Passos Coelho, do Partido Social Democrata (PSD, conservador), enfrenta as críticas da oposição e as tensões no seio de sua coalizão no poder por seu rigoroso programa de austeridade.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também