Conselheiro econômico de Trump reconhece risco de guerra comercial

Isolamento dos EUA na reunião do G7 ficou evidente

O principal conselheiro econômico do presidente Donald Trump reconheceu neste domingo que o conflito comercial que opõe Washington e aliados poderia ter consequências para a economia americana.

Larry Kudlow disse ser possível que as diversas tensões comerciais afetem a vigorosa economia americana. “Não é culpa de Trump. É responsabilidade de China, Europa e TLCAN. É culpa daqueles que não querem intercâmbios comerciais, tarifas e proteção recíproca. Trump reage a décadas de abuso”, afirmou.

A chanceler do Canadá, Chrystia Freeland, advertiu na rede CNN que as políticas protecionistas não funcionam: “É a lição dos anos 1920 e 1930 (…) Espero realmente que não retornemos a tudo isso.”

Mas os Estados Unidos persistem em confrontar seus parceiros, inclusive dentro do G7, afetando suas indústrias do aço e alumínio.

Seu isolamento na reunião do G7 de Finanças, que terminou ontem no Canadá com um protesto unânime dos principais aliados de Washington, ficou evidente.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.