Confiança da Indústria sobe 2% em dezembro

Caso seja confirmada, a alta de 2% será a primeira elevação do índice em 2011

Rio - O Índice de Confiança da Indústria (ICI) de dezembro mostrou os primeiros sinais de possível retomada de humor favorável entre os empresários brasileiros. Este mês, a prévia do ICI subiu 2% em dezembro contra novembro, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que divulgou hoje resultado parcial do índice. No mês passado, o índice completo mostrou estabilidade (0,0% contra outubro).

Caso seja confirmada, a alta de 2% será a primeira elevação do índice em 2011. O ICI não mostra resultados positivos desde dezembro do ano passado (1,6%).

Pelos resultados preliminares, ICI avançou de 100,7 pontos para 102,7 pontos. Mas apesar do aumento, a prévia do ICI de dezembro ainda se encontraria 1,2 ponto abaixo da média desde 2003 e bem inferior ao nível de dezembro de 2010 (114,5).Para a prévia, foram consultadas 803 empresas, cerca de dois terços da amostra total da pesquisa. O resultado final do ICI será divulgado no dia 28 de dezembro.

Capacidade instalada

A prévia para o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) de dezembro com ajuste sazonal ficou em 83,6%, segundo a FGV. Em novembro, o Nuci fechado com ajuste foi de 83,3%. O resultado preliminar do Nuci em dezembro mostra o indicador retornando ao mesmo nível de setembro passado. A prévia do Nuci se posicionou 0,3 ponto percentual (p.p.) acima da média desde 2003; e 1,3 p.p. abaixo do patamar de dezembro de 2010. Já a prévia do Nuci sem ajuste sazonal foi de 84,3% em dezembro. Em novembro, o Nuci completo sem ajuste foi de 84,5%.


Este mês, pela segunda vez consecutiva, a fundação anunciou a prévia do ICI, calculado a partir de dados da Sondagem Conjuntural da Indústria da Transformação - no qual está incluído o Nuci. Para a prévia, foram consultadas 803 empresas, cerca de dois terços da amostra total da pesquisa. O resultado final do Nuci será divulgado no dia 28 de dezembro.

O aumento de 2% na prévia do ICI de dezembro foi impulsionado por melhora, entre os empresários, das avaliações sobre o momento atual; e sobre as perspectivas para o futuro. A FGV, que divulgou hoje pela segunda vez consecutiva prévia do ICI, informou que o Índice da Situação Atual (ISA) preliminar cresceu 2,3% em dezembro, para 102,8 pontos.

Em novembro, com 100,5 pontos, o desempenho completo do ISA mostrou queda de 1,5% contra mês anterior, e o patamar mais baixo desde julho de 2009 (96,7 pontos). Já o Índice de Expectativas (IE) avançou 1,6% em dezembro, o que seria a terceira elevação consecutiva, caso o desempenho da prévia seja confirmado. Em novembro, no resultado fechado, o IE subiu 1,5%.

Os resultados preliminares do índice englobam 803 empresas, dois terços da amostra total da pesquisa. O desempenho completo do indicador será anunciado na semana que vem.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.