China diz que tarifas propostas sobre EUA são racionais e restritas

O Ministério do Comércio da China disse que a implementação das novas tarifas chinesas sobre produtos americanos vai depender de ações dos EUA

Pequim - O Ministério do Comércio da China disse nesta sexta-feira que a nova proposta de Pequim de tarifar 60 bilhões de dólares em produtos norte-americanos é racional e restrita e alertou que se reserva o direito de contramedidas adicionais com a intensificação da guerra comercial.

Em um comunicado, o ministério disse que a implementação das novas tarifas sobre produtos norte-americanos vai depender de ações dos Estados Unidos.

Washington reforçou a pressão por concessões comerciais de Pequim esta semana ao propor elevar para 25 por cento as tarifas sobre 200 bilhões de dólares em produtos chineses.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.