Cesta básica só caiu em Itaquera, diz Fipe

Na zona leste 2, que abrange os bairros de Itaquera, São Mateus, Aricanduva e São Miguel, o preço médio cedeu 0,25% em maio

São Paulo - O valor médio da cesta básica dos paulistanos atingiu R$ 368,35 em maio na comparação com R$ 365,18 abril, o que significou um aumento de 0,87%, informou nesta terça-feira, 3, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Curiosamente, o preço da cesta de produtos vendida na região que abriga o bairro de Itaquera - sede paulistana do jogo de abertura da Copa do Mundo - foi a única a registrar queda no quinto mês do ano em relação ao anterior.

Na zona leste 2, que abrange os bairros de Itaquera, São Mateus, Aricanduva e São Miguel, o preço médio cedeu 0,25% em maio.

A queda fez a cesta desta região chegar ao final do mês passado com o menor valor médio do período em São Paulo, de R$ 356,91.

Questionada pela reportagem, a Fipe afirmou que não detectou nenhuma alteração significativa que justificasse a queda.

Ressaltou, no entanto, que o movimento pode ter ocorrido de um ajuste "natural" dos preços.

O levantamento da cesta básica da Fipe verifica os preços de 51 produtos, número bem mais reduzido que o de 468 produtos do IPC.

O conjunto observado na cesta é formado por 41 preços do grupo Alimentação, sete de Higiene Pessoal e três de Limpeza. A instituição divide a cidade em seis regiões, conforme o poder aquisitivo e localização.

A zona sul e a zona leste estão divididas em dois grupos cada.

Em maio, a zona sul 1, formada por bairros como Vila Mariana, Itaim Bibi e Santo Amaro, manteve a posição já tradicional e teve o valor mais alto da cesta básica do município, ao atingir R$ 377,20. Na comparação com abril, o preço subiu 1,49%.

O segundo valor mais expressivo ficou por conta da cesta da zona oeste, região formada por Lapa, Perdizes, Butantã e Pinheiros, entre outros bairros. No mês passado, a região registrou aumento de 1,11% no valor da cesta básica, que passou a R$ 371,03 para R$ 375,17.

Na zona norte, formada por bairros como Santana, Casa Verde, Limão e Freguesia do Ó, a cesta apresentou variação positiva de 1,36% e alcançou R$ 369,75.

Já na zona leste 1 (Mooca, Belém, Tatuapé e Vila Prudente, entre outros), o preço subiu 1,09% e a cesta chegou a R$ 369,27, Na zona sul 2 (Jardim Ângela, Capão Redondo, Grajaú e Socorro), o conjunto de itens subiu 0,27% e atingiu R$ 361,50.

Acumulado

Segundo a Fipe, no acumulado em 12 meses até maio a cesta básica em SP tem alta de 6,25% e, no ano, de 6,07%.

Os dados são superiores às taxas apuradas no Índice de Preços ao Consumidor (IPC) - que mede a inflação na capital paulista. Em 12 meses terminados em maio, o IPC acumula alta de 5,36% e de 3,02%, de janeiro a maio de 2014.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.