Número de pobres na América Latina cai em 2011, diz Cepal

O número caiu de 176 milhões em 2010 para 168 milhões no ano seguinte, o equivalente a quase 30% do total da população

Santiago - O número de pessoas pobres na América Latina diminuiu de 176 milhões em 2010 para 168 milhões em 2011, o equivalente a 29,4% do total de sua população, informou nesta terça-feira a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal).

Segundo o relatório Panorama Social 2012, espera-se que neste ano o número de pessoas na linha da pobreza caia para 167 milhões, e que permaneça em 67 milhões o das que estão abaixo dela, assim como em 2011.

Com isso, a pobreza na América Latina continuaria sua tendência de baixa, embora em um ritmo menor do que o observado nos últimos anos, graças às projeções de crescimento econômico positivo e inflação moderada para 2012, acrescentou a Cepal.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.