CCR diz que concessão de Rodoanel Norte tem risco elevado

A CCR decidiu não participar do leilão do trecho norte do rodoanel paulista
Rodoanel: "Foram identificados alguns itens inibidores de atratividade para a participação da empresa no certame" (Mário Rodrigues/VEJA)
Rodoanel: "Foram identificados alguns itens inibidores de atratividade para a participação da empresa no certame" (Mário Rodrigues/VEJA)
R
ReutersPublicado em 10/01/2018 às 17:17.

São Paulo - A CCR afirmou nesta quarta-feira que decidiu não participar do leilão do trecho norte do rodoanel paulista depois que estudos da companhia de concessões de infraestrutura identificaram riscos de engenharia e estimativas de tráfego e custos operacionais diferentes dos previstos em edital.

"Foram identificados alguns itens inibidores de atratividade para a participação da empresa no certame, tais como: elevados riscos de engenharia e investimentos ainda não concluídos; premissas de tráfego e custos operacionais divergentes dos estudos realizados pela CCR, dentre outros", afirmou a companhia em comunicado à imprensa.

A empresa, que já detém concessão de outro trecho do rodoanel, afirmou ainda que a decisão não afeta seu interesse em fazer novos investimentos e em seguir buscando oportunidades no mercado primário, de novos empreendimentos, e secundário, de projetos à venda por terceiros.