Camex reduz Imposto de Importação de 187 produtos

Juntos, os cortes vão incentivar investimentos globais na indústria do país de US$ 1,902 bilhão e, em importações dos equipamentos, de US$ 186 milhões

	Os principais setores a serem contemplados com os investimentos globais são construção civil, automotivo, energia, cerâmica e bens de capital
 (Bounds/Bloomberg News)
Os principais setores a serem contemplados com os investimentos globais são construção civil, automotivo, energia, cerâmica e bens de capital (Bounds/Bloomberg News)
Por Luci RibeiroPublicado em 30/04/2015 16:37 | Última atualização em 30/04/2015 16:37Tempo de Leitura: 1 min de leitura

Brasília - A Câmara de Comércio Exterior (Camex) reduziu o Imposto de Importação de 177 bens de capital e de 10 bens de informática e telecomunicações, conforme resoluções publicadas no Diário Oficial da União.

No caso dos bens de capital, as alíquotas dos produtos serão reduzidas, de um índice de 14%, em sua maioria, para 2%, até 31 de dezembro de 2016. Já os itens de informática terão alíquotas entre 16% e 10% diminuídas para 2% até 31 de dezembro de 2015.

Os produtos foram beneficiados com a medida na condição de ex-tarifários. Juntos, eles vão incentivar investimentos globais na indústria do País de US$ 1,902 bilhão e investimentos em importações dos equipamentos de US$ 186 milhões, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Os principais setores a serem contemplados com os investimentos globais são construção civil (46,38%), automotivo (31,35%), energia (GTD) (5,40%), cerâmica (2,60%), bens de capital (2,40%), autopeças (1,68%), siderúrgico (1,43%) e madeira e móveis (1,11%).