Brent sobe após renovar mínima de 47 meses com excedente

Petróleo teve maior queda diária em mais de 3 anos na terça-feira, depois que a Agência Internacional de Energia reduziu sua previsão de crescimento de demanda

Londres - O petróleo Brent caiu para uma nova mínima de 47 meses nesta quarta-feira antes de recuperar-se para perto de 85 dólares por barril, com um crescimento fraco da economia global reduzindo a demanda por combustíveis em um momento de forte excedente de oferta.

O petróleo teve sua maior queda diária em mais de três anos na terça-feira, depois que a Agência Internacional de Energia reduziu sua previsão de crescimento de demanda.

Além disso, importantes membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) têm dado indicativos de que pretendem lutar por fatia de mercado e não cortar produção para estancar a queda nos preços.

Mercados fracos na Europa e UMA redução da inflação na China aumentaram a preocupação quanto ao crescimento da economia global, o que ajudou a ampliar as perdas.

"O ambiente global é baixista", disse o analista de mercado Olivier Jakob, da Petromatrix. "Há uma ampla aceitação pelo mercado de que a Arábia Saudita está disposta a deixar os preços caírem. Dada a velocidade da queda, definitivamente tem gente liquidando posições." O Brent para novembro tocou a mínima de 83,37 dólares por barril mais cedo na sessão, em queda de 1,67 dólares, antes de recuperar-se para 85,34 dólares por barril às 10h38 (horário de Brasília), alta de 0,30 dólar.

O Brent já acumula perdas de cerca de 25 por cento desde o pico do ano registrado em junho.

Já o petróleo nos Estados Unidos recuava 0,21 a 82,05 dólares por barril, após registrar a maior queda para uma sessão em quase dois anos na terça-feira, tocando mínima de 80,37 dólares, menor patamar em 27 meses.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.