Brent recua com fraca demanda de refinarias na Europa

Dados razoáveis da indústria chinesa ajudaram a conter a queda

Londres - Os contratos futuros do petróleo Brent recuavam nesta terça-feira refletindo a fraca demanda das refinarias europeias, mas dados razoáveis da indústria chinesa ajudaram a conter a queda.

O Brent com entrega em julho recuava 0,35 dólar às 10h46 (horário de Brasília) a 108,48 dólares por barril, enquanto o petróleo nos Estados Unidos recuava 0,10 dólar, a 102,37 dólares por barril.

"Acredito que tecnicamente o Brent rompeu para o lado da queda e que a tendência é de baixa gradual", disse Christopher Bellew, corretor de petróleo na Jefferies Bache, em Londres.

"Por outro lado, o mercado está bastante equilibrado nos fundamentos e o risco geopolítico ainda está aí, por isso não acredito que os preços irão recuar abaixo de 105 dólares." Os contratos futuros começam a refletir fraqueza no mercado físico, onde os preços caíram às mínimas de dois anos na semana passada, com uma fraca demanda na Europa, onde a refinarias estão sofrendo com margens apertadas e têm reduzido a produção.

Na China, os setores industrial e de serviços tiveram suas melhores performances em vários meses em maio uma vez que a demanda se recuperou, mostraram pesquisas Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), alimentando o otimismo de que a economia pode estar se estabilizando após um fraco início de ano.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.