Brasil zera tarifa de importação para 61 produtos de saúde

Fazem parte da lista produtos como kits para testes do coronavírus, álcool etílico, equipamentos de oxigenação e aparelhos de respiração artificial

Em mais uma etapa do combate a covid-19, o Ministério da Economia zerou as tarifas de importação de 61 insumos médicos e hospitalares. A medida entra em vigor nesta quinta-feira, 26.

Fazem parte da lista produtos como kits para testes do coronavírus, cloroquina, hidroxicloroquina, álcool etílico, equipamentos de oxigenação e aparelhos de respiração artificial. Esses produtos tinham taxas de importação de até 35%.

A nova medida amplia uma resolução do último dia 17 que já havia zerado as alíquotas de importação de 50 produtos da área de saúde, entre eles máscaras, álcool em gel, termômetros, luvas médico-hospitalares e equipamentos respiratórios. As tarifas de importação permanecem zeradas até 30 de setembro.

As análises e discussões sobre resoluções relativas a tarifas de importação estão, neste momento, centradas nos produtos médicos e hospitalares, que exercem um papel importante no combate ao novo coronavírus, segundo fontes próximas ao Ministério da Economia.

O Brasil já tem mais de 2.400 pessoas contaminadas pelo coronavírus, segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde divulgado nesta quarta-feira, 25. Com a chegada de mais kits de testes ao país, a expectativa é que o número de casos confirmados aumente, retratando mais fielmente a realidade.

“Mas o de mortalidade não vai subir muito porque todos os casos são testados”, disse Luiz Henrique Mandetta, ministro da saúde, durante coletiva realizada nesta quarta-feira.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.