Por que Bill Gates acha que galinhas são melhor investimento

Gates diz que a melhor forma de melhorar a vida das pessoas mais pobres do mundo não é através de computadores ou da internet

Como acabar com a pobreza extrema? Para o multibilionário do setor da tecnologia Bill Gates, a resposta está nos frangos. E esse não é o nome de um novo software da Microsoft.

Gates, o fundador da maior empresa de softwares do mundo, diz que a melhor forma de melhorar a vida das pessoas mais pobres do mundo não é através de computadores ou da internet, mas da criação de galos e galinhas.

"Está bastante claro para mim que qualquer um que esteja vivendo em situação de pobreza extrema está melhor se tiver frangos", disse o empresário esta semana em seu site, GatesNotes.com.

Gates, a pessoa mais rica do mundo, que fez sua fortuna de 75 bilhões de dólares trabalhando para colocar um computador da Microsoft em cada lar, disse que a Fundação Bill & Melinda Gates acaba de fechar uma parceria com o grupo de desenvolvimento global Heifer International para doar cerca de 100.000 frangos para famílias da África subsaariana que vivem com menos de dois dólares por dia.

O objetivo, disse Gates, é fazer com que 30% das famílias rurais da região criem raças melhoradas de frangos vacinados, em comparação com os 5% atuais.

Os benefícios são melhores do que os de outras soluções, já que cuidar de galinhas é barato, elas se multiplicam rápido e os ovos e a carne do frango podem melhorar a nutrição da família, segundo Gates.

Os frangos também empoderam as mulheres, segundo o empresário.

"Como as galinhas são pequenas e costumam ficar perto de casa, muitas culturas as consideram como animais de mulheres, em contraste com animais maiores como cabras ou vacas. As mulheres que vendem galinhas são propensas a reinvestir os lucros nas suas famílias", concluiu Gates.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também