Anamaco: com greve, venda de material de construção no varejo cai 9%

Segundo o estudo da Anamaco, 90% das lojas foram afetadas de alguma forma pela paralisação, resultando em queda de até 40% nas vendas no período

São Paulo - As vendas de materiais de construção no varejo em maio caíram 6% em comparação com abril e recuaram 9% frente ao mesmo mês do ano passado, de acordo com pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 4, pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco).

"Normalmente observa-se um certo crescimento das vendas em maio com relação a abril, mas a paralisação dos caminhoneiros nos últimos 10 dias do mês acabou impactando o setor de forma negativa", explicou o presidente da Anamaco, Cláudio Conz.

"Até o início da greve, as vendas vinham 7% acima das registradas em abril, mas o atraso na entrega, tanto de estoques das lojas quanto de compras ao cliente final, acabou trazendo problemas para o bom funcionamento do nosso setor", completou.

Segundo o estudo da Anamaco, 90% das lojas foram afetadas de alguma forma pela paralisação, resultando em queda de até 40% nas vendas no período em alguns estabelecimentos.

Com os números apresentados em maio, o varejo de material de construção apresenta retração de 3% no acumulado do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Já no acumulado dos últimos 12 meses, a queda é de 0,5%.

Apesar disso, a associação manteve a projeção de crescimento de 8% nas vendas em 2018 frente a 2017, na expectativa de retomada na demanda represada das famílias por reformas das moradias.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.