Steve Wozniak, cofundador da Apple, diz que bitcoin é 'milagre matemático'

Criador da maior empresa do mundo ao lado de Steve Jobs, Wozniak falou positivamente sobre a criptomoeda em evento mexicano de tecnologia
 (Justin Sullivan/Getty Images)
(Justin Sullivan/Getty Images)
G
Gabriel Rubinsteinn

Publicado em 12/07/2021 às 11:06.

Última atualização em 12/07/2021 às 11:13.

Cofundador da Apple, Steve Wozniak descreveu o bitcoin como um "milagre" em apresentação realizada na Talent Land Digital 2021, evento sobre tecnologia mexicano que aconteceu na última semana.

"O bitcoin é o milagre matemático mais incrível", disse um dos fundadores da maior empresa do mundo, que, em 2018, já havia comparado a invenção da tecnologia blockchain, que surgiu com o lançamento do bitcoin, com a criação da internet.

Apesar de ter afirmado que não tem investimentos na maior criptomoeda do mundo, Wozniak falou que o bitcoin é "seguro e imutável" e que sua fórmula é "única".

Ele também falou sobre o papel das novas tecnologias na construção do futuro da humanidade, que "podem e devem ser utilizadas para aumentar a qualidade de vida das pessoas", mas demonstrou preocupação com relação

Por outro lado, afirmou que a privacidade não existe mais em um mundo tão tecnológico e lamentou o excesso de vigilância por empresas e governos - momento no qual afirmou gostar da tecnologia do bitcoin.

No final de 2020, Wozniak já tinha demonstrado o seu interesse pelo mercado de criptomoedas quando criou a Efforce, empresa de energia renovável com soluções em blockchain que tem uma criptomoeda nativa, a WOZX.