O que é inflação e por que ela só cresce?

Saiba qual é o significado de inflação e entenda quais são os motivos que fazem com que ela aumente tanto no Brasil
Inflação: alta nos preços e queda no poder de compra passaram a fazer parte da vida dos brasileiros, especialmente na pandemia (SolStock/Divulgação)
Inflação: alta nos preços e queda no poder de compra passaram a fazer parte da vida dos brasileiros, especialmente na pandemia (SolStock/Divulgação)
D
Da Redação

Publicado em 26/08/2022 às 10:20.

Última atualização em 26/08/2022 às 10:28.

Em certos momentos da economia brasileira, é comum ouvir falar (e sentir bolso) o peso do aumento no preço de produtos e serviços. Para ajudar a entender por que isso ocorre, explicamos a seguir a influência da inflação, um fenômeno que diz respeito à perda de valor do dinheiro e, consequentemente, do poder de compra com o passar do tempo. 

O que é inflação?

Inflação é um termo que se refere ao aumento contínuo e generalizado do preço de produtos, bens e serviços que fazem parte do dia a dia da população. 

Quando ocorre um aumento da inflação, está acontecendo uma perda no poder de compra do dinheiro utilizado e, consequentemente, um encarecimento no custo de vida.

Geralmente, a inflação é mais perceptível pela população quando os produtos nos supermercados ficam mais caros, por exemplo, ou quando serviços essenciais passam a impactar negativamente no orçamento.

Apesar do significado de inflação estar associado ao aumento de preços de bens e serviços, o conceito pode ser mais amplo e varia conforme o tipo de ideal econômico que se está estudando.

Qual a origem da inflação?

A definição de inflação mais antiga, relacionada aos austríacos, sugere que o termo está relacionado à expansão monetária. Desse modo, a inflação representa um aumento da oferta do dinheiro existente, o que faz com que, pela lei da oferta e da demanda, ele se torne menos escasso e, consequentemente, perca valor.

Nesse caso, olhando por esse ponto de vista de economia, o aumento de preços seria a consequência da inflação, e não de forma direta a sua definição. 

Apesar disso, o contínuo encarecimento de bens e serviços é o mais utilizado para definir esse conceito, o que acabou se tornando consenso entre os economistas atuais e a mídia em geral.

Como funciona a inflação?

O aumento no preço de carro, aluguel, imóveis e alimentos, por exemplo, pode ser visto como reflexo da inflação, já que ela está inserida em diferentes segmentos da sociedade e da economia.

O conceito de inflação não é necessariamente uma grande preocupação para a economia de um país. O problema é quando um governo ou banco central não conseguem mais adotar medidas suficientes que sejam capazes de controlá-la, ou então quando ela passa a ter uma aceleração muito relevante em um curto período.

Quando a inflação cresce numa velocidade mais rápida do que pode ser absorvida, ela acaba se tornando um problema mais complexo, impactando diretamente na qualidade de vida da população, já que os produtos e serviços se tornam cada vez menos acessíveis para a camada mais pobre dos cidadãos.

Quanto está a inflação hoje?

Quando se questiona quanto está a inflação hoje, a resposta varia. Isso porque existem diferentes índices de inflação, sendo que cada um deles cumpre com seu objetivo.

Os principais índices de inflação são:

  • INPC: Índice Nacional de Preços ao Consumidor;
  • IPCA: Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo;
  • IPCA-15: É uma prévia do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo oficial;
  • IPCA-E: É o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo acumulado trimestralmente pelo IPCA-15;
  • IPP: Índice de Preços ao Produtor;
  • SINAPI: Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil;
  • IGP-M: Índice Geral de Preços do Mercado;
  • IPC-Fipe: Índice de Preços ao Consumidor.

Apesar disso, quando se questiona qual a inflação hoje, o mais comum é que se esteja falando do IPCA, considerado o principal índice inflacionário do país. 

Durante o mês de julho de 2022, no entanto, o Brasil observou um acontecimento mais raro: o registro de uma deflação.

O que é deflação?

A deflação ocorre quando o índice de inflação registra um número negativo. Isso significa, em teoria, que o preço médio de produtos e serviços acabou tendo uma redução nesse período. Com esse último resultado, o IPCA acumulado nos últimos 12 meses é positivo em 10,07%.

O que causa a inflação?

Os preços de produtos e serviços variam conforme a lei da oferta e demanda. Isso também vale para o valor do próprio dinheiro que se utiliza no dia a dia, embora pareça menos perceptível para a população em geral.

O equilíbrio entre a curva da oferta e da demanda faz com que os preços também permaneçam em estabilidade. Quando a oferta se torna maior, e a demanda por um produto continua a mesma, ele se torna menos escasso, e o seu preço tende a cair. Com uma maior demanda e uma oferta estática, um bem tende a se tornar mais caro.

Um desequilíbrio na curva de oferta e demanda por bens e serviços pode gerar o que se conhece como inflação. No entanto, do ponto de vista financeiro, o próprio dinheiro também está sujeito a essas leis.

Sendo assim, quando há uma expansão monetária, ou seja, maior quantidade de dinheiro circulando na economia, frente a uma demanda estática, o dinheiro perde valor. Desse modo, será preciso mais daquele dinheiro para comprar uma mesma coisa ou contratar um mesmo serviço.

No caso de uma maior escassez de dinheiro, ele se torna mais valorizado, e por conta disso, o seu detentor tende a ter um maior poder de compra para adquirir bens e serviços em geral.

Por que a inflação aumenta?

Numa economia, dificilmente a oferta e a demanda ficam estáticas como no exemplo anterior. Tanto nos bens e serviços, quanto no caso do próprio dinheiro, essas quantidades variam o tempo todo. O que vai determinar o grau de inflação ou até mesmo de deflação são justamente os desequilíbrios em torno dessas variações.

O governo de um país, por meio de um banco central, pode emitir mais ou menos papel-moeda, conforme a estratégia de controlar a inflação, ou até mesmo de estimular a economia da nação.

Apesar de o aumento da inflação estar mais associado à ideia de expansão monetária, como pensavam os austríacos no passado, o fato é que mesmo que a oferta do dinheiro tenha uma queda, ainda assim a inflação pode ter aumento, desde que a demanda pelo dinheiro tenha uma queda ainda maior. Foi possível entender melhor o que é inflação e por que ela aumenta? Então siga acompanhando nossos conteúdos educativos no hub do Conta em Dia.

Veja Também

Tesouro Selic ou IPCA: o que são – e em qual investir?
Organizar
Há 2 dias • 6 min de leitura

Tesouro Selic ou IPCA: o que são – e em qual investir?

Dividendos: o que são, como funcionam e como investir?
Organizar
Há 3 dias • 5 min de leitura

Dividendos: o que são, como funcionam e como investir?

O que é consumo consciente e como entrar nessa onda
Organizar
Há 2 semanas • 4 min de leitura

O que é consumo consciente e como entrar nessa onda