Acompanhe:

Decoração de casa gastando pouco? Siga estes 5 digital influencers

Defensores da versão contemporânea do bom e velho “faça você mesmo”, eles ganharam fama pelas dicas práticas e econômicas

 (Paulo Biacchi/Divulgação)

(Paulo Biacchi/Divulgação)

D
Da Redação

7 de outubro de 2022, 10h20

Desde que começou a pandemia, muita gente sentiu – se já não havia sentido – uma vontade incontrolável de repaginar a casa. Daí o maior sucesso de redes como a Leroy Merlin, que sempre incentivou fervorosamente o “do it yourself”, ou DIY. Nada mais é que a versão contemporânea do bom e velho “faça você mesmo”, ou bricolagem, que virou o ganha-pão de uma série de influenciadores digitais, conhecidos pelas dicas práticas e econômicas. 

5 influenciadores digitais para você seguir

A seguir, conheça alguns nomes que merecem seu like.

Matheus Ilt - @matheusilt

Apresentador do programa “Arrasta Móveis”, da GNT, o fotógrafo Matheus Ilt é um ferrenho defensor da chamada “meia-parede”. Nada mais é do que a pintura de faixas horizontais, que transformam qualquer cômodo.

Filho de um pedreiro “faz-tudo”, ele deixou a fotografia de lado para investir na carreira de influenciador digital do segmento “do it yourself” depois de se mudar com o namorado para um apartamento no centro de Curitiba. O endereço era em conta, mas estava todo detonado. Para deixá-lo com sua cara, Ilt repaginou tudo ele mesmo, começando pela fiação elétrica. E depois dá-lhe pintura, privilegiando cores fortes.

Quem segue o fotógrafo nas redes sociais corre sérios riscos de cair de amores pelas faixas horizontais.

(Matheus Ilt/Divulgação)

Maddu Magalhães - @maddumagalhaes

No mundo virtual, a carioca Maddu Magalhães já é uma celebridade. Seu canal no YouTube tem 2,49 milhões de inscritos e no Instagram ela já soma 1 milhão de seguidores. O que ela oferece a seu séquito? Nas palavras dela, “criatividade, décor, autoconhecimento e o que mais der na telha”. Sim, a moça é bem-humorada, o que explica parte do sucesso. Ela ensina, por exemplo, a transformar garrafas em itens de decoração e confeccionar objetos com materiais fadados ao lixo.

Chris Campos - @casadachris

O azul e o verde ajudam na concentração e o rosa e o laranja deixam as pessoas mais entusiasmadas. Eis um dos ensinamentos da jornalista Chris Campos. Dona do blog CasaDaChris.com.br, no qual dá dicas de decoração, replicadas no Instagram e no YouTube, ela acredita que muita gente tem optado por pintar as paredes de casa, desde que começou a pandemia, com cores vibrantes. Só depois disso, sustenta, as pessoas costumam restaurar móveis ou mudá-los de lugar.

Moradora de uma casa no alto da Lapa, em São Paulo, ela dá dicas práticas a seus seguidores e adora colocar a mão na massa. Na pandemia, como muita gente, repaginou o próprio endereço. Criou uma parede cenográfica, reposicionou móveis, montou uma horta e encomendou novas roupas de cama e banho.

Faltou dizer que ela tem cinco livros publicados. “Casa da Chris”, da editora Record, de 2004, é repleto de histórias e dicas para decorar e viver bem no próprio espaço. 

Lufe Gomes - @lifebylufe

Em resumo, o que o fotógrafo Lufe Gomes faz, em seu canal no YouTube, com quase 1 milhão de inscritos, é visitar casas e apartamentos bacanas na companhia dos moradores. Papo vai, papo vem, no entanto, ele tem o hábito de colher uma porção de dicas de decoração, que faz questão de detalhar para os espectadores.

Também compartilhou sua experiência nesse meio com livros como “Life by Lufe: Onde vive você”, no qual convida os leitores a embarcar numa jornada em busca de formas criativas e singulares de morar.

Paulo Biacchi - @paulobiacchi

O curitibano Paulo Biacchi é outro que defende o “do it yourself” com unhas e dentes. Mas ele se impôs o desafio de só ensinar a confeccionar produtos que parecem ter sido comprados prontos. A verdade é que ele odeia itens decorativos caseiros demais, que se valem só de papelão e cola quente, por exemplo. 

Com 645 mil inscritos no YouTube e 243 mil seguidores no Instagram, ele criou tutoriais que ensinam desde a pintar a geladeira até montar uma bancada com decks de madeira para a pia da cozinha. Ele e a mulher, a designer Carol Armellini, são donos do estúdio Fetiche, que elabora produtos para redes como Artefacto e Tok&Stok.