Como economizar na conta de luz? Veja dicas importantes

Se a fatura de energia elétrica está pesando no bolso, saiba que dá para reduzir bastante esse gasto com medidas simples dentro da sua casa
O vilão da conta de luz: reduzir o banho para cinco minutos pode representar uma economia de R$ 30 por mês (Skynesher/Getty Images)
O vilão da conta de luz: reduzir o banho para cinco minutos pode representar uma economia de R$ 30 por mês (Skynesher/Getty Images)
D
Da Redação

Publicado em 09/08/2022 às 08:00.

Última atualização em 13/09/2022 às 18:01.

O Brasil é o segundo país com a conta de luz mais cara do mundo, atrás apenas da Colômbia. A informação é de um estudo divulgado no fim de julho pela plataforma de cupons de descontos CupomValido.com.br com dados da Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace).

O custo da energia elétrica por aqui subiu 47% nos últimos cinco anos e hoje consome, em média, 25% da renda familiar do brasileiro, diz a pesquisa.

 Já que não dá para escapar dos preços altos, para reduzir esse gasto o jeito é buscar alternativas dentro de casa. Você já parou para pensar quanto do valor da sua conta de luz é fruto do desperdício diário e o que isso representa no seu orçamento no fim do mês?

Reduzir o banho para cinco minutos, por exemplo, economiza R$ 30 por mês, segundo a companhia elétrica Enel, o que daria para pagar o streaming para a família toda. Já trocar as lâmpadas antigas pelas de LED gera uma economia de R$ 50, que cobriria a mensalidade do plano odontológico.

Ou seja, o consumo consciente de energia não só poupa recursos do meio ambiente e evita racionamento, mas também faz bem para o seu bolso. 

Como pagar menos na conta de luz?

Cada equipamento elétrico é responsável por uma parte do valor da sua conta de luz. Se quiser descobrir o custo mensal de um por um no seu caso – e assim entender seu perfil de consumo e qual item está pesando mais na fatura –, simuladores, como o da Enel SP, fazem esse cálculo, conforme a potência dos seus eletroeletrônicos e os seus hábitos de uso.

Medidas simples na utilização desses aparelhos são o caminho para combater o desperdício e reduzir a despesa com energia. Veja algumas dicas:

  • Chuveiro elétrico

Este costuma ser o item que mais consome eletricidade em uma casa. De acordo com a CPFL Energia, corresponde de 25% a 35% do valor da sua conta

Por isso, lembre-se de desligar o chuveiro para se ensaboar, limpar frequentemente os orifícios de saída da água e deixá-lo, sempre que possível, na posição verão – o consumo será quase um terço menor, segundo a CPFL. Mas atenção com o tempo do banho: não adianta manter na temperatura mais amena se o banho for demorado.

Procure ligar o chuveiro quando a maioria dos outros aparelhos da residência estiver desligada, para evitar a sobrecarga da rede. E não tente reaproveitar uma resistência queimada: é perigoso e aumenta o consumo de eletricidade.

  • Geladeira

O refrigerador é outro dos campeões em consumo de energia em uma residência: em média, de 25% a 30% do valor da conta, informa a CPFL. Para economizar, evite principalmente abrir e fechar a porta muitas vezes. 

Também verifique sempre o estado das borrachas de vedação, não forre as prateleiras internas nem coloque alimentos muito quentes no interior. 

Na parte de trás da geladeira, deixe sempre um espaço entre a grade e a parede, e jamais seque roupas ou sapatos ali. Além de sobrecarregar o aparelho, aumenta o consumo.

(Abrace/Divulgação)

  • Ferro de passar

A Enel informa que o ferro pode representar até 7% do valor pago na conta de luz. Para diminuir esse gasto, o principal segredo é acumular o máximo de roupas para passar de uma só vez. 

Outro ponto importante é ficar de olho na temperatura. Utilize o ferro no grau de aquecimento adequado para cada tipo de tecido (mais delicados e mais pesados). Antes, separe as peças de acordo com o tecido para agilizar o trabalho, passando os mais leves primeiro.

  • Máquina de lavar

O eletrodoméstico representa em torno de 3% do total da sua conta, diz a CPFL. Assim, como o ferro, a dica número um é lavar o máximo de roupas possível de uma vez.

Mantenha o filtro da máquina limpo. Se estiver entupido, passa a exigir mais do motor, ampliando o gasto de energia. A dosagem correta de sabão também importa. Use a quantidade indicada pelo fabricante. 

Para reduzir o volume de peças que depois precisam ser passadas, opte por tecidos que não amassam e coloque as roupas para secar penduradas em cabides. 

  • Televisão

O televisor pode ser responsável por até 15% do total da sua conta, considerando a média de uso do brasileiro. Por isso, quando não houver ninguém assistindo, mantenha-o desligado. Evite também o hábito de dormir com a TV ligada ou use o timer para apagar automaticamente.

Simuladores, como este da Enel SP, ajudam a enxergar o seu perfil de consumo e que aparelhos estão deixando sua conta de luz mais cara (Enel/Divulgação)

  • Lâmpadas

Segundo informações da CPFL, de 15% a 25% da sua fatura de energia vem da iluminação. Para enxugar essa despesa, a principal dica é trocar as lâmpadas antigas pelas de LED, que são bem mais econômicas.

Evite acender lâmpadas durante o dia, aproveitando ao máximo a luz natural, e ao sair de um cômodo lembre-se sempre de apagar a luz. Escolher cores claras para pintar teto e paredes dos ambientes também ajuda. Assim podem ser iluminados com lâmpadas de menor potência.

3 dicas importantes para economizar na conta de luz

  1. Para economizar, é essencial utilizar seus aparelhos elétricos de maneira correta e segura como consta no manual.
  2. Ao comprar um equipamento novo, priorize opções que tenham o selo de eficiência A do Inmetro/Procel.
  3. Atenção com o modo stand-by, aquela luzinha que fica na TV e no microondas, por exemplo, enquanto estão desligados. Qualquer aparelho apagado, mas em stand-by, ainda está consumindo energia. A melhor opção é retirá-los da tomada quando não estiverem sendo usados.

O que é tarifa branca?

Além das dicas de economia no dia a dia, dependendo do horário em que você mais usa energia, sua conta de luz também pode ser barateada se optar pela chamada tarifa branca, um regime de preços mais baixo lançado há dois anos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A medida oferece energia mais barata para quem concentra seu consumo nos dias úteis em horários alternativos (das 21h30 às 16h30 do dia seguinte). A modalidade é opcional, mas atenção: só compensa para os que realmente souberem gerenciar o consumo. 

Cálculos do Instituto Brasileiro do Consumidor (Idec), considerando as tarifas da Enel SP, mostram que é possível economizar 15,31% com a adesão à tarifa branca. Porém, se não houver uma gestão rígida, o efeito é o oposto, com aumento de até 86%.

Para saber se vale a pena para você, acesse a calculadora desenvolvida pelo Idec aqui.

Veja Também

22 modelos de carros que entram na lista de isenção para PCDs
Economizar
Há uma semana • 4 min de leitura

22 modelos de carros que entram na lista de isenção para PCDs

Banco PAN promove feirão de renegociação de dívidas
Economizar
Há 2 semanas • 3 min de leitura

Banco PAN promove feirão de renegociação de dívidas

Dia do Cliente: 6 direitos que todo consumidor precisa saber
Economizar
Há 3 semanas • 5 min de leitura

Dia do Cliente: 6 direitos que todo consumidor precisa saber