A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Permanência de sintomas em pacientes curados de covid pode ter impactos graves, diz OMS

Cerca de um de cada dez pacientes de covid-19 ainda passa mal 12 semanas após sua infecção aguda, e muitos sofrem com sintomas por muito mais tempo

Milhares de pacientes de covid-19 continuam a sofrer com sintomas graves, debilitantes e duradouros muitos meses depois de sua infecção inicial, o que causa grandes consequências sociais, econômicas e de saúde, alertaram especialistas de saúde europeus nesta quinta-feira.

Ao publicar um relatório de orientação de iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a doença, muitas vezes classificada de "covid prolongada" ou "síndrome pós-covid", especialistas disseram que cerca de um de cada dez pacientes de covid-19 ainda passa mal 12 semanas após sua infecção aguda, e muitos sofrem com sintomas por muito mais tempo.

"Esta é uma doença que pode ser extremamente debilitante. Aqueles que sofrem dela descrevem uma combinação variada de sintomas coincidentes... dor peitoral e muscular, fadiga, fôlego curto... confusão mental e muitos outros", disse Martin McKee, professor do Observatório Europeu de Sistemas e Políticas de Saúde que liderou o relatório.

Hans Kluge, diretor regional europeu da OMS, disse que a Covid prolongada pode ter "consequências sociais, econômicas, ocupacionais e de saúde graves".

"O fardo é real, e é considerável", disse.

Ele exortou as autoridades de saúde a ouvirem as preocupações dos pacientes, levá-las a sério e estabelecer serviços para ajudá-las.

Indícios crescentes de todo o mundo apontam para muitos milhares de pessoas lidando com a covid prolongada. A doença não parece estar ligada ao fato de a infecção ter sido grave ou amena.

Um relatório inicial do ano passado do Instituto Nacional de Pesquisa de Saúde britânico sugeriu que a covid prolongada pode não ser uma doença, mas diversas síndromes que causam uma montanha-russa de sintomas que afetam o corpo e a mente.

Kluge observou que, assim como qualquer doença nova, ainda se desconhece muita coisa sobre a Covid-19.

"Precisamos ouvir e... entender. Aqueles que sofrem de doenças pós-covid precisam ser ouvidos se for para entendermos as consequências de longo prazo e a recuperação da covid-19", disse. "Esta é uma prioridade clara da OMS (e) deveria ser de toda autoridade de saúde".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também