Casual

Saiba quem é o desconhecido estilista que vai comandar a Gucci

A grife italiana anunciou o discreto Sabato de Sarno, um assistente da Valentino, como substituto de Alessandro Michele

Sabato di Sarno: passagens por Prada e Dolce & Gabbana (Riccardo Raspa/Reprodução)

Sabato di Sarno: passagens por Prada e Dolce & Gabbana (Riccardo Raspa/Reprodução)

Ivan Padilla

Ivan Padilla

Publicado em 28 de janeiro de 2023 às 09h33.

Última atualização em 28 de janeiro de 2023 às 09h59.

Acabou o mistério. A Gucci anunciou hoje, sábado 28, o sucessor do exuberante Alessandro Michele, que deixou a direção criativa da marca no fim do ano passado. Trata-se de Sabato de Sarno, uma figura desconhecida para o público que acompanha o universo da moda.

Sarno era assistente de Pierpaolo Piccioli na Valentino. Ele liderava a divisão do chamado ready to wear masculino e feminino. Apesar de sempre presente nos eventos da marca, é bastante discreto. Basta dizer que sequer tem conta aberta do Instagram.

Antes de entrar para a Valentino, em 2009, Sarno passou pela Prada, onde foi assistente de estamparia, e Dolce & Gabbana.

Estilo mais sóbrio

A expectativa pela sucessão de Michele era grande. Em sete anos no cargo, o anterior estilista da Gucci triplicou as vendas para cerca de 10 bilhões de euros anuais e multiplicou por quatro o lucro.

Michele imprimiu um estilo espalhafatoso na marca, brecholento, com inspiração dos anos 1970 com elementos atuais da cultura pop. Conquistou principalmente o mercado asiático e trouxe novos consumidores. Apesar dos números impressionantes, a grife parecia estar se esgotando na própria fórmula.

Será o fim dos estilistas estrelas das marcas de moda de luxo?

O que se pode esperar agora de Sarno? A coleção masculina desfilada na Semana de Moda de Milão, neste mês de janeiro, foi feita internamente, já sem Michele, e mostrou peças muito mais discretas, com valorização do corte e da qualidade de materiais. Foi uma espécie de anúncio do que deve vir nos próximos anos.

O grupo Kering segue um mesmo padrão de sucessão do comando criativo da Gucci. Alessandro Michele também era uma figura anônima quando foi nomeado diretor criativo. Antes de assumir o comando da criação da marca ele digiria a divisão de acessórios.

Salvo surpresas, espera-se que o novo estilista traga sobriedade e consistência para a grife italiana, uma tendência vista nos desfiles este ano de Paris e Milão. É o que veremos a partir de agora nas passarelas.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.

Acompanhe tudo sobre:GucciModaValentino

Mais de Casual

Catarina Aviation Show vira queridinho de marcas da aviação, de carro e recebe até barcos

Relógio ou lanterna? Panerai apresenta o revolucionário Submersible Elux LAB-ID

Festival de Tapas: 25 restaurantes participam do evento em São Paulo

Os 5 melhores filmes e séries para maratonar no fim de semana

Mais na Exame