Corcel II, Belina, Escort XR3... os carros da Ford que marcaram época no Brasil

Quem não lembra dos invocados e estilosos modelos dos anos 1970 e 1980, que tiveram até o piloto Ayrton Senna como garoto-propaganda?

É um baque para a economia em geral e para a indústria automotiva em particular: na tarde de hoje (11), a Ford anunciou que vai encerrar toda sua operação fabril no Brasil. Serão fechadas as fábricas de Camaçari, na Bahia, e a de Taubaté, no interior de São Paulo, além da unidade da Troller em Horizonte, no Ceará. Com isso, o mercado brasileiro passará a ser abastecido com os modelos produzidos nas plantas da Argentina, do Uruguai e de outros países. É o fim de uma história iniciada por aqui em 1919, no bairro da Mooca, na capital paulista. Relembre os modelos da Ford que marcaram época no Brasil nas últimas décadas.

Está faltando dinheiro para comprar o seu carro? Investir na bolsa pode ser a solução. Comece agora!

Corcel II

O Corcel II foi a grande novidade em 1978. Mal chegou e se tornou rapidamente um grande sucesso de vendas, com o recorde de 100 mil unidades nos dez primeiros meses de lançamento. Além de visual moderno e conforto, ele trazia vários avanços da engenharia automotiva internacional. O problema era o desempenho, superior só na versão GT.

Ford Corcel II Ford Corcel II: sucesso de vendas

Ford Corcel II: sucesso de vendas (Divulgação/Divulgação)

Escort

Aos olhos de hoje, o Ford Escort, que a montadora produziu no Brasil entre 1983 e 2004, pode parecer tão antiquado como uma carroça. Mas nos anos 1980 era tudo que a turma recém-habilitada queria. Retilíneo como uma caixa de sapato, era sinônimo de velocidade e estilo – em especial a versão XR3, com direito a defletor no porta-mala, teto solar e bancos esportivos. Não à toa, a versão conversível do veículo chegou a ter como garoto-propaganda ninguém menos que Ayrton Senna. Já na Inglaterra quem volta e meia se deixava fotografar ao volante de um Escort era a princesa Diana. Com duas versões mal-ajambradas, o Escort Zetec e uma perua, o veículo pouco a pouco perdeu seu encanto. Quem tomou seu lugar foi o Ford Focus.

O anúncio do Escort com Ayrton Senna

O anúncio do Escort com Ayrton Senna (Divulgação/Divulgação)

Belina
Quem já andou numa Belina nunca esquece da experiência (basicamente porque é um nome impossível de esquecer). Da mesma família do Del Rey, a perua foi produzida por aqui até 1991. Era sinônimo de luxo graças a novidades que poucos carros então exibiam, como travas e vidros elétricos e console de teto com relógio digital (falamos de uma época, veja bem, na qual até o Chevrolet Monza era exemplo de modernidade). Num período no qual as SUVs ainda não dominavam as ruas, a Belina era um dos principais sonhos de consumo de casais com filhos pequenos.

Belina Belina: sonho de consumo dos pais com filhos pequenos

Belina: sonho de consumo dos pais com filhos pequenos (Divulgação/Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ford Pampa 1994

Ford Pampa 1994 (Divulgação/Divulgação)

Pampa
Ao lado da robusta Ford Ranger, a caminhonete na qual a montadora aposta hoje em dia, a extinta Pampa parece tão frágil como uma lata de refrigerante. A franzina caminhonete passou a ser produzida no Brasil em 1982 – foi apresentada no Salão do Automóvel daquele ano – para concorrer com a picape da Fiorino, da Fiat, hoje também uma peça de museu. Pertencente a uma época na qual os carros tinham afogador (convém dar um Google), a Pampa ganhou versões com mordomias como vidros e travas elétricas e ar-quente (ar-condicionado era uma raridade). Seu principal atrativo, no entanto, era a grande caçamba, ideal para transportar de vasos de plantas a geladeira e fogão. A produção do veículo chegou ao fim em 1997.

O primeiro (e inesquecível) Ford Ka

O primeiro (e inesquecível) Ford Ka (Divulgação/Divulgação)

Ka
Hoje todo mundo está habituado aos carros compactos. Em 1996, porém, quando a Ford apresentou a primeira versão do KA o espanto não foi pouco. Muita gente torceu o nariz para o formato arredondado e exíguo do modelo de número um, lançado como um veículo de entrada. Com o passar dos anos, porém, o carrinho foi aumentando de tamanho e ganhando novo layout – a ponto de o KA atual, que é produzido desde 2013 e hoje não sai por menos de 51 mil reais, quase não se assemelhar à versão inicial.

EcoSport-Titanium

EcoSport
Se hoje os SUVs são os queridinhos da indústria automotiva é porque veículos como a EcoSport já são velhos conhecidos das estradas brasileiras. O modelo foi apresentado pela Ford em 2003. Nasceu ostentando linhas retas e uma marca registrada, o pneu do estepe grudado na porta traseira. Com o passar dos anos o modelo foi reestilizado diversas vezes até adquirir a robusta feição atual, similar à de dois outros modelos da montadora, o Territory e o Novo Edge.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.