Casual

O que aconteceu com o Chevrolet Corsa, um dos carros mais vendidos no Brasil?

No mercado europeu, o Corsa agora é oferecido em versão elétrica, com uma autonomia de 405 quilômetros

Chevrolet Corsa: no auge chegou a vender mais de 47.000 unidades. (Divulgação/Divulgação)

Chevrolet Corsa: no auge chegou a vender mais de 47.000 unidades. (Divulgação/Divulgação)

Gilson Garrett Jr.
Gilson Garrett Jr.

Repórter de Casual

Publicado em 4 de julho de 2024 às 06h51.

Tudo sobreCarros
Saiba mais

O Chevrolet Corsa foi um marco na história automotiva brasileira, conhecido por sua popularidade entre os consumidores. Lançado pela primeira vez no mercado brasileiro em 1994, o Corsa rapidamente conquistou os corações dos brasileiros, chegando a vender, no auge, pouco mais de 47.000 unidades em apenas um ano.

Desde o lançamento, o Corsa evoluiu ao longo de várias gerações, adaptando-se às necessidades e expectativas dos consumidores brasileiros. Inicialmente oferecido em versões hatch e sedan, o Corsa enfrentou desafios devido à concorrência crescente de modelos mais modernos e eficientes em termos de consumo.

O modelo nunca figurou entre os cinco mais vendidos, mas ajudou a marcar o conceito de "carro popular" no páis. Em seu melhor momento, em 2003, foi o nono carro mais emplacado no Brasil.

Muito por conta dos números, a General Motors, fabricante do Corsa, tomou a decisão estratégica de descontinuar o modelo no Brasil, focando em outros carros que atendiam às demandas emergentes do mercado. Com a chegada do Agile em 2010, que conquistou boa parte dos admiradores do Corsa, a GM encerrou a produção em São José dos Campos em 2012.

O Corsa existe na Europa

Atualmente, os entusiastas do Corsa ainda mantêm viva a memória deste icônico carro compacto. Apesar de não estar mais em produção no Brasil, o legado do Corsa permanece como parte importante da história automotiva do país, lembrado com carinho por aqueles que um dia dirigiram e admiraram esse veículo.

Corsa elétrico: carro da Opel vendido na Europa. (Divulgação/Divulgação)

Na Europa, o legado do Corsa continua vivo sob a marca Opel, onde o modelo ainda é muito popular. Desde sua introdução inicial até as versões mais recentes, o Corsa tem sido um pilar importante na linha de produtos da montadora, que agora pertence à Stellantis, conglomerado que também controla marcas como Fiat, Jeep e Ram.

No mercado europeu, o Corsa agora é oferecido em versão elétrica, com uma autonomia de 405 quilômetros. Apesar do sucesso na Europa, não há planos de reintroduzir o modelo no Brasil.

Acompanhe tudo sobre:ChevroletChevrolet CorsaCarros

Mais de Casual

Secretos, mas nem tanto: conheça bons bares estilo speakeasy em São Paulo

O que a Hering leva para o casamento com o Grupo Azzas 2154

Trem do Pampa: novo passeio no RS oferece paisagens deslumbrantes e degustação de vinho

Mansão à beira-mar de US$ 60 milhões quer bater recorde na Flórida

Mais na Exame