Jornais do exterior destacam humilhação brasileira

As publicações internacionais são quase unânimes na tentativa de definir o 7 a 1 aplicado no Mineirão pela Alemanha

Madri - A histórica goleada sofrida pelo Brasil na última terça-feira, pela semifinal da Copa do Mundo, repercutiu na imprensa mundial. E os jornais do exterior são quase unânimes na tentativa de definir o 7 a 1 aplicado no Mineirão pela Alemanha, que disputará no domingo a final da competição: "Humilhação" é a palavra mais utilizada por eles.

Só na Espanha, três dos principais diários esportivos do país usaram a palavra em suas capas. "Humilhação mundial", dizia o Marca em bom português sobre a goleada. "Humilhação", era a manchete sucinta do Mundo Deportivo. "Humilhação esportiva, fracasso" estampava a capa do Sport.

Na Itália, o tom era semelhante. "Humilhado", dizia a capa do Corriere dello Sport com a foto de David Luiz. O zagueiro, tão elogiado ao longo do Mundial, se tornou o preferido da imprensa europeia para ilustrar o fracasso brasileiro.

A Gazzetta dello Sport preferiu destacar "toda a tristeza" da seleção. Já o jornal A Bola, de Portugal, brincou com a célebre frase "Deus é brasileiro" ao estampar "Adeus é brasileiro", também com uma imagem de David Luiz.

Como era esperado, o vexame brasileiro não passou ileso a uma piada do diário Olé, da Argentina. Conhecido pelo bom humor e pelas provocações, o jornal estampou em sua capa uma foto do técnico Luiz Felipe Scolari fazendo o número 7 com as mãos e brincou com o sonho do sexto título mundial do Brasil. "Hexa + 1", provocou.

A derrota por 7 a 1 para os alemães, em pleno Mineirão, foi a pior da história da seleção, que agora terá que se contentar com a disputa do terceiro lugar no sábado, em Brasília, diante do perdedor do confronto entre Holanda e Argentina, que jogam nesta quarta em São Paulo. Já a Alemanha fará a grande final da competição domingo, no Maracanã, justamente contra quem avançar desta partida.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também