Casual

Dia do Martini: mixologista Alê D’Agostino dá dicas infalíveis para o coquetel perfeito

Por mais que a origem do Martini não seja certa, há diversas teorias sobre a criação dessa drinque que é um clássico da coquetelaria mundial

Tuy Cocina: Coffee Martini (Rubens Kato/Divulgação)

Tuy Cocina: Coffee Martini (Rubens Kato/Divulgação)

Júlia Storch
Júlia Storch

Repórter de Casual

Publicado em 19 de junho de 2024 às 08h03.

Tudo sobreBebidas
Saiba mais

Por mais que a origem do Martini não seja certa, há diversas teorias sobre a criação desse drinque que é um clássico da coquetelaria mundial. Entre elas, o coquetel teria surgido a partir do drinque Martinez, que segundo o mixologista Alê D’Agostino, pode ter sido o nome de um bar, ou um bartender.

A princípio o coquetel era mais adocicado e suave. O Dry Martini, como conhecemos atualmente, teria aparecido depois, como uma versão mais seca do Martini. “As primeiras receitas de dry martini foram feitas com london dry, que é o gim seco”, explica o mixologista.

A composição do coquetel parece simples, mas Alê D’Agostino afirma que a execução é bem complexa. Nos ingredientes, há gim e o vermute seco, mas o fator principal é o equilíbrio. “O gelo é o ingrediente fundamental, que faz o equilíbrio entre temperatura, diluição e textura”.

Conhecido por ser um especialista no assunto martinis, Alê trouxe uma boa lista do coquetel no Guilhotina Bar, como o Chilli Martini, com gim, Noilly Prat, Luxardo Bitter e Xarope de Pimenta, e o Frutilla Martini, que leva Don Julio Blanco, Vermute de morango.

D'Agostino também defende a criação de novas versões do drinque, mas sempre mantendo suas origens e dando um toque diferente para o coquetel com novas guarnições e acompanhamentos.

Para quem gosta de harmonizar coquetéis com pratos, Alê indica uma boa junção do Dry Martini com aperitivos e entradas mais frescos. “O Martini tem esses botânicos, que pedem pratos frescos. Às vezes até algum outro embutido, mas nada muito forte. Acredito que pratos mais pesados, não combinam muito”, comenta.

Confira 16 restaurantes e bares para provar bons martinis em São Paulo.

O Carrasco

O speakeasy funciona dentro do premiado bar Guilhotina, e tem ambiente bastante intimista. A carta de coquetéis foi renovada recentemente por D’Agostino, com opções como o Lichee Martini (R$ 65) que leva gin, licor de lichia, vermute seco e Perrier.

Serviço: Rua Costa Carvalho, 84 – Pinheiros, São Paulo/SP (em cima do bar Guilhotina) - Telefone: (11) 3031-0955 | Horário de funcionamento: terça a sábado das 19h à 0h

Guilhotina Bar

O concorrido bar da Rua Costa Carvalho traz uma seleção de coquetéis que fazem jus aos prêmios recebidos pela casa ao longo de sua história. Eles levam a assinatura de D’Agostino, que trouxe uma seção exclusiva de martinis para o menu. Entre elas, o Frutilla Martini (R$ 49), feito com Don Julio Blanco, Vermute de Morango, Espumante e Xarope de Açúcar, e o Mandarine Martini (R$49) com Vodca Ketel One, Amaro de Tangerina, Vermute Bianco, Jerez e Campari.

Serviço: Rua Costa Carvalho, 84 – Pinheiros, São Paulo/SP – Telefone: (11) 3031-0955 | Horário de funcionamento: terça a sexta das 18h à 1h e sábado das 17h à 1h | http://www.guilhotinabar.com.br

ICI Brasserie

A badalada brasserie tem um menu recheado de clássicos franceses e releituras de pratos brasileiros. Além disso, traz uma boa seleção de drinques clássicos, como o Dry Martini (R$ 42) que leva gim Tanqueray, Vermouth Dry e azeitona.

Serviço: 3 unidades + Rua Bela Cintra, 2203 - Jardim Paulista, São Paulo/SP | Horário de funcionamento: segunda a quinta das 12h às 15h30 e das 18h às 23h, sexta das 12h às 15h30 e das 18h à 0h, sábado das 12h à 0h e domingo das 12h às 22h

La Braciera

A pizzaria de inspiração napolitana oferece diversas opções de drinques clássicos, entre eles o Dry Martini (R$ 40) e o Espresso Martini (R$ 34) que leva vodca, licor stock café e café espresso.

Serviço: 5 unidades + Alameda Lorena, 1040 – Jardim Paulista, São Paulo/SP – Telefone: (11) 5990-2158| Horário de funcionamento: domingo a quinta das 18h às 23h e sexta e sábado das 18h à 0h

Nonna Rosa

Um dos restaurantes italianos mais concorridos dos Jardins também oferece uma carta caprichada de coquetéis. Seja para abrir o apetite ou encerrar a refeição, vale provar clássicos como o Dry Martini (R$ 38) ou o Espresso Martini (R$ 37), feito com café, Licor Patrón, vodka e uma pitada doce de açúcar.

Serviço: R. Padre João Manuel, 950 – Jardins, São Paulo/SP – Telefone: (11) 2369-5542 | Horário de funcionamento: segunda a quarta das 12h às 16h e 19h às 23h, quinta e sexta das 12h às 16h e 19h à 0h, sábado das 12h à 0h e domingo das 12h às 17h

Bar Original

Fundado há quase 30 anos, o Bar Original se tornou um dos endereços mais tradicionais de São Paulo quando o assunto é a boa botecagem. Com chope premiado e uma boa diversidade de drinques tradicionais, vale apostar no clássico Dry Martini (R$ 40).

Serviço: R. Graúna, 137- Moema, São Paulo/SP - Telefone: (11) 2299-5336 | Horário de funcionamento: segunda à quarta das 17h à 0h, quinta das 17h à h, sexta das 12h às 2h, sábado das 12h às 2h e domingo das 12h às 19h 

Èze

O restaurante de culinária mediterrânea e francesa é o lugar perfeito para saborear deliciosos pratos com frutos do mar e ótimos drinques. O ambiente elegante enriquece ainda mais a experiência gastronômica, principalmente na hora de apreciar um bom Dry Martini (R$ 36) feito com gim e vermute seco.

Serviço: Alameda Tietê, 513 – Jardins – São Paulo/SP – Fone.: (11) 95141-4136 | Horário de funcionamento: Segunda a quinta, 12h às 15h30 e das 19h às 23h, sexta das 12h às 15h30 e das 19h às 00h, sábado das 12h às 00h e domingo das 12h às 17h.

Flora Bar

O bar escondido atrás de uma charmosa floricultura é o lugar ideal para aproveitar ótimos drinques. Na seção de clássicos, vale pedir o tradicional Dry Martini (R$ 57), com gim Hendricks, vermouth seco e azeitona verde. Para completar a experiência, a casa também oferece deliciosos petiscos de origem franco-brasileira e pratos sofisticados.

Serviço: Rua Padre João Manuel, 795 - Jardim Paulista, São Paulo | Horário de funcionamento: segunda a sábado das 19h à 1h; domingo das 19h à 0h.

Gaarden Bar

O bar no coração de PInheiros tem cardápio dedicado a boas cervejas e também oferece uma carta de drinques completa para agradar a todos os gostos. A casa conta com duas opções do clássico martini: o Dirty Martini (R$ 45), com Gin APTK, Vermouth dry e água de azeitona, e o Dry Martini (R$ 42), que leva Gin APTK e Vermouth dry. Para quem procura uma versão mais adocicada, vale experimentar o Espresso Martini (R$ 40), feito com Vodka APTK, café espresso Forza 3 Corações e Licor de café.

Serviço: Rua Fernão Dias, 672 - Pinheiros, São Paulo – Telefone (11) 91744-2138 | Horário de funcionamento: terça a quinta das 12h às 15h e das 17h às 00h, sexta das 12h às 15h e das 17h à 01h, sábado das 12h à 01h e domingo das 12h às 19h.

NOU

O NOU é o lugar ideal para um almoço completo durante a semana. Para encontros à noite, a casa também conta com diversas opções de drinques para aproveitar uma ótima conversa, como o clássico Dry Martini (R$ 35), feito com gin e vermute seco. Uma outra versão também disponível no menu é Expresso Martini (R$ 35), com vodca, licor de café, expresso, xarope de açúcar.

Serviço: 2 Unidades + Pinheiros: Rua dos Pinheiros, 274 – Pinheiros – São Paulo/SP – Fone (11) 3064-0033 | Horário de funcionamento: domingo a quinta das 12h às 23h, sexta e sábado das das 12h às 00h

Piccini Cucina

Sob o comando do chef Ney Alves, o restaurante italiano oferece pratos saborosos que combinam tradição e sofisticação. O ambiente acolhedor e intimista é perfeito para um bom jantar romântico, especialmente se for acompanhado de um bom martini, como o Vésper Martini (R$ 52), feito com gim, vodca e lillet, ou o Espresso Martini (R$ 46), com café espresso, vodka e licor de café.

Serviço: Rua Vitório Fasano, 49 - Jardim Paulista - São Paulo – Tel (11) 96481-7877 | Horário de funcionamento: segunda das 12h às 15h e das 19h às 23h, terça a quinta das 12h às 15h e das 19h à 00h, sábado das 12h às 17h e das 19h às 00h, domingo das 12h às 17h e das 19h às 22h

Tuy Cocina

O restaurante de gastronomia ibérica tem um menu variado com deliciosos petiscos espanhóis e pratos generosos com frutos do mar. O bar despojado e altamente convidativo traz os drinques autorais do bartender Laércio Zulu, como o Coffee Martini (R$ 52,50), feito com Ketel One, café, licor de café cristal (grão não torrado), sorvete de café e pixurim.

Serviço: Rua Padre João Manuel, 1156 – Jardins, São Paulo | Telefone: (11) 91641-1309 ou (11) 3167-7774 | Horário de funcionamento: domingo e segunda, das 12h às 22h, terça a sábado, das 12h às 24h

APTK Spirits

A marca de coquetéis engarrafados do mixologista Alê D’Agostino traz dois clássicos em seu portfólio. O Dry Martini (R$ 140), que é um coquetel equilibrado e harmônico, composto por Vermute Circollo Dry e APTK GIN, que pode ser finalizado com a tradicional azeitona ou casca de limão siciliano. O segundo, o Espresso Martini (R$ 165), que leva Vodca, Vermute e café Bourbon Amarelo, que compõe um coquetel aveludado e licoroso.

Serviço: CJ Shops Jardins: 2º Piso - Rua Haddock Lobo, 1626 - Jardim Paulista | Horário de funcionamento: segunda a sábado das 10h às 22h, domingo das 14h às 20h. Shopping Cidade Jardim: Av. Magalhães de Castro, 12000 - Cidade Jardim | Horário de funcionamento:: segunda a sábado das 10h às 22h, domingo das 14h às 20h | https://aptkspirits.com/

Café Hotel

O endereço em Pinheiros é espaço coringa que reúne boa coquetelaria, shows e festas no decorrer do final de semana. Para iniciar a noite, vale provar o clássico Espresso Martini (R$ 45) da casa, que faz muito sucesso entre os clientes.

Serviço: R. Amaro Cavalheiro, 22 - Pinheiros, São Paulo/SP – Fone (11) 3819-9255 | Horário de funcionamento: quarta a sábado, das 18h à 01h

Fino da Bossa

O espaço busca incentivar a relação que existe entre o músico, a poesia, o instrumento e a plateia. No belo piano Steinway & Sons, artistas independentes voltados para MPB e Jazz acolhem uma plateia intimista que tem o direito ao mais fino da música à coquetelaria. Caprichados e com direito a chorinho, vale provar o Dry Martini (R$ 49), que leva gim, Vermute Dry e azeitonas.

Serviço: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 473 - Pinheiros, São Paulo – Telefone (11) 3530-3343 | Horário de funcionamento: quarta e quinta das 19h às 23h

Ventre Cozinha

A casinha verde de Pinheiros tem cardápio assinado pelo chef Marco Aurélio Sena, que também comanda o vizinho bar-boteco Tantin. Caprichada, a carta de drinques traz além dos autorais da casa, drinques clássicos como o bom e velho Dry Martini (R$ 38).

Serviço: Rua Capitão Prudente, 253 – Pinheiros, São Paulo/SP – Telefone (11) 3034-3082. Horário de funcionamento: quinta-feira das 18h às 23h, sexta das 18h à 0h, sábado das 12h às 16h e das 18h à 0h, domingo das 12h às 17h 

Acompanhe tudo sobre:Bebidasbebidas-alcoolicasBares

Mais de Casual

Com moda básica, Simples Reserva chega em São Paulo

Ala leste do Palácio de Buckingham é aberta para visitas públicas

GM vai investir R$ 1,2 bilhão em fábrica de Gravataí (RS) para produzir novo carro

Museu do Futebol reabre com espaço a Pelé e ao futebol feminino

Mais na Exame