Com adultos e crianças em casa, Lego registra resultado recorde em 2020

Com o mundo em lockdown, a Lego registou um crescimento de rendimento líquido em quase 20% no ano passado

A fabricante de brinquedos Lego registrou aumento do lucro e das vendas em 2020, um ano marcado pelos confinamentos e pelo tempo de permanência em casa, anunciou nesta quarta-feira 10 a empresa dinamarquesa.

A fabricante das famosas peças de plástico, que não tem cotação na Bolsa, registrou aumento de 19% no lucro líquido no ano passado, 1,5 bilhão de dólares, o maior já registrado na história da empresa fundada em 1932.

as vendas da marca aumentaram 13% no ano passado, indo a 6,8 bilhões de dólares. O grupo informou que sua cota de mercado mundial aumentou apesar da pandemia, que obrigou a empresa a fechar temporariamente fábricas na China e no México, o que aumentou os custos de entrega.

De acordo com a empresa de pesquisas de mercado NPD, a empresa familiar também aumentou sua participação de mercado global de brinquedos em seus 12 maiores mercados em 2020, superando o crescimento registrado para brinquedos em geral, que foi de cerca de 10%.

Desde meados de 2019, a Lego vem traçando uma estratégia agressiva de expandir seus pontos de vendas, principalmente na Ásia. A empresa abriu 130 novas lojas em 2020, 91 delas na China, e planeja novas inaugurações este ano, o que levará seu número de lojas globais de 678 para 800 até o final de 2021. 

Para além do isolamento social que fez com que as famílias passassem mais tempo reunidas, o que, consequentemente, melhorou os resultados da Lego, a empresa atribui seus números positivos nos investimentos que vêm fazendo nos últimos dois anos.

No começo do ano, a Lego anunciou um novo produto lançado em parceria com a gravadora Universal Music. Batizada de Vidiyo, o serviço é uma produtora de videoclipes voltada para crianças de 7 a 10 anos. A ideia é que os pequenos possam dirigir, produzir e estrelar seus próprios videoclipes utilizando faixas de artistas da Universal Music.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.