As dicas de ouro do fundador do Airbnb para conseguir mais hóspedes

Apostando em um boom de viagens no pós-pandemia, a plataforma remodelou sua experiência do usuário, oferecendo novas funcionalidades como pesquisar por experiência e por datas flexíveis

"Em algum momento ainda neste ano haverá uma recuperação nas viagens, e nós estamos prontos para isso", repetiu inúmeras vezes Joe Gebbia, fundador e chefe de produto do Airbnb, em entrevista à EXAME. A conversa aconteceu dias após a empresa lançar um pacote com uma centena de atualizações em sua plataforma permitindo, por exemplo, que os usuários encontrem lugares para ficar baseados no tipo de experiência que querem ter e na flexibilidade de datas que, com a pandemia, muitos passaram a ter.

Segundo Gebbia, a pandemia fez surgir três transformações importantes e que devem ditar os rumos do turismo no futuro próximo. Primeiro, o fim da sazonalidade, uma vez que as pessoas não precisam mais esperar as férias ou verão para sair das suas cidades. Segundo, os destinos estão mais diversos, incluindo pequenas cidades e zonas rurais. E, por último, as "staycations" (um mix de "estadia" e "férias", um inglês), quando o hóspede aproveita para trabalhar no destino e, por isso, consegue ficar nele por mais tempo.

"As linhas entre viver, trabalhar e viajar estão cada vez mais borradas. Se, com um notebook e internet, você consegue trabalhar ou estudar de qualquer lugar, as famílias agora podem passar meses em um Airbnb", explica Joe, frisando que uma em cada quatro (24%) das hospedagens via Airbnb já são de longa duração. "Nossas novidades são uma respostas a isso. Você pode não saber onde quer ir, mas sabe que quer uma casa na árvore. Agora você pode pesquisar por casas em árvores."

Novidades para a era pós-pandemia

As novas funcionalidades do Airbnb são para os hóspedes, mas também para os anfitriões. Uma delas, chamada autopricing, analisa automaticamente anúncios semelhantes e sugere a quem hospeda quanto cobrar pela estadia, economizando um trabalho de pesquisa para o anfitrião e acelerando suas reservas. Agora, também é possível colocar um anúncio no ar em apenas 10 passos - jornada que, até outro dia, era bem mais complicada.

Para chegar às novas funcionalidades, Joe e seu time de desenvolvimento de produto entrevistaram inúmeros usuários, além de aproveitar dados que a própria plataforma gera. "Temos dados, muitos dados, sobre o que as pessoas procuram, como, quando, para quantos hóspedes, a faixa de preço... Olhamos para tudo isso e daí tiramos nossas ideias", diz ele. "O principal ingrediente do sucesso de uma companhia é conseguir responder rapidamente às mudanças no comportamento dos seus usuários. Finalmente estamos conseguindo entregar um serviço que contempla essas demandas."

As dicas de ouro do fundador do Airbnb para os anfitriões

Aproveitando o papo, a EXAME pediu ao Joe para listas suas dicas de ouro para os anfitriões aproveitarem o boom de viagens que ele espera para o pós-pandemia e conseguirem mais hóspedes para as suas acomodações.

  1. Ative a função "auto-pricing"

    Esta nova função, lançada recentemente, permite que o próprio Airbnb defina um intervalo de preço ideal para a sua acomodação de acordo com uma análise automática de anúncios semelhantes. Assim, a probabilidade do seu Airbnb ser reservado vai lá em cima!

  2. Entre em contato com o seu hóspede assim que ele efetuar a reserva

    "Escreva imediatamente para o hóspede perguntando sobre eventuais necessidades ou dúvidas que ele tenha. Quanto mais cedo isso for feito, melhor, porque hóspede e anfitrião podem se conhecer e alinhar as expectativas da estadia", explicou Joe.

  3. Faça o seu anúncio com o novo criador de anúncios

    A nova jornada de criação de anúncios desenhada por Joe e seu time permite que os anfitriões publiquem suas propriedades seguindo 10 passos simples. Com inteligência artificial, a nova ferramenta organiza as fotos deixando-as mais "apetitosas" para os hóspedes, além de facilitar a inclusão de detalhes que turbinam o anúncio na nova modalidade de busca por experiência.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também