Casual

Air New Zealand terá beliches em voos de longa distância

Por um preço adicional, as camas poderão ser reservadas por até 4 horas

As camas tipo beliche serão instaladas nos aviões a partir de 2024 (Air New Zealand/Divulgação)

As camas tipo beliche serão instaladas nos aviões a partir de 2024 (Air New Zealand/Divulgação)

JS

Julia Storch

Publicado em 13 de julho de 2022 às 13h30.

Última atualização em 13 de julho de 2022 às 13h35.

Nem sempre o conforto faz parte das viagens aéreas, principalmente as de longa distância. Para atrair passageiros com maior comodidade, a Air New Zealand em breve terá camas tipo beliche em seus aviões, para que os passageiros da classe econômica se deitem e tirem uma soneca.

Por um preço adicional, as camas poderão ser reservadas por até 4 horas por passageiros premium e da classe econômica regular, que ainda terão assentos tradicionais que não reclinam.

Ainda que o preço não tenha sido definido, a companhia informou que os passageiros só poderão reservar uma sessão por voo, visto que é prevista uma alta demanda dos mais de 200 assentos na cabine econômica.

Batizados de Skynest (numa tradução literal, ninhos no céu), as camas terão colchão e lençóis trocados pela tripulação após cada reserva. Os colchões serão empilhados uns sobre os outros para aproveitar a altura da cabine.

Além disso, cada cama terá uma cortina de privacidade, entradas USB e “saídas de ventilação”.

Para abrir espaço para as seis camas que serão instaladas, cinco assentos da classe econômica serão removidos. A mudança irá ocorrer em oito Boeing 787-9 Dreamliners a partir do final de 2024.

Ao The Guardian, Greg Foran, executivo-chefe da Air New Zealand, disse que as camas estilo beliche serão “um verdadeiro divisor de águas para a experiência de viagem econômica”.

“A localização da Nova Zelândia nos coloca em uma posição única para liderar a experiência de viagem de longa distância. Nos concentramos no sono, conforto e bem-estar porque sabemos quanto é importante que nossos clientes cheguem bem descansados”, disse Foran. “Quer eles estejam indo direto para uma reunião ou para seu primeiro local de férias.”

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.

Acompanhe tudo sobre:Aviaçãocompanhias-aereas

Mais de Casual

Bar da Dona Onça terá menu degustação pela primeira vez

São Petersburgo se volta para turistas do Oriente

Após ter sido comprada por R$ 11,4 bi, Supreme é vendida para EssilorLuxottica por R$ 8,15 bi

Novo bar em SP de bartender influente e chef premiada é portal para a alta coquetelaria e boa comida

Mais na Exame