A página inicial está de cara nova Experimentar close button

O que aprendi sobre produtividade ao escrever sobre produtividade

Jornalista da Bloomberg Businesweek dedicada à cobertura de Carreira conta como faz a gestão do dia a dia — e os ensinamentos dos entrevistados dela

Por Arianne Cohen, da Bloomberg Businessweek

Vamos lá. Pode me perguntar qualquer coisa sobre produtividade, que provavelmente, saberei responder.

Nos últimos seis meses, conversei com cerca de 200 especialistas e grandes empreendedores que me ensinaram como lidar com tediosos projetos de trabalho; realizar algo nas tardes de sexta-feira; permanecer em forma; e continuar trabalhando quando faltar energia.

Mas cinco dicas do meu relatório se destacam e mudaram minha abordagem diária para trabalhar:

Esqueça sua lista de tarefas

Ainda estou usando o Método Bright, a estratégia de calendário da guru de gerenciamento de tempo, Kelly Nolan.

Tudo se resume a: atribuir tempo para tudo em um calendário digital (incluindo acordar, tomar banho, vestir-se, fazer exercícios, etc.) para que você saiba quando pode dizer sim e não.

Nolan descobre que o sistema capacita as pessoas a tomarem boas decisões "porque elas percebem quando é realmente impossível fazer outra coisa".

Vale a pena acrescentar ideias ruins ao dia a dia

Decidir-me por 50 tópicos para artigos exigiu mais de 200 ideias de minha parte, a maioria das quais nunca viu a luz do dia por um bom motivo.

O diretor de criação de Los Angeles, Adi Goodrich, que codirige o estúdio Sing Sing, recomenda anotar essas ideias não tão boas porque o que importa é a discussão após a apresentação, não as ideias propriamente ditas.

“Quando se está trabalhando com bons colaboradores, sempre sai algo da conversa”, diz ela. Diga: "Ouça, essa ideia pode ser um pouco vaga, mas adoraria discuti-la e ver até onde vai".

Procrastine produtivamente

Minha professora do ensino médio em Boston, Lillie Marshall, é totalmente a favor da procrastinação produtiva. Não quer fazer aquela tarefa de trabalho tediosa ou difícil? Faça uma diferente.

Para mim, a tarefa deve estar na agenda de hoje; não pode ser, digamos, compras online de equipamentos de viagem, um de meus hobbies favoritos. Isso evita o ciclo de não fazer nada, sentir-se culpado e ficar para trás.

Exale pouco entusiasmo

Ellen Bennett, fundadora do site de roupas de cozinha Hedley & Bennett, diz que você é seu melhor vendedor. “As pessoas pensam algo como ‘Essa garota não parece animada demais com esses aventais? Tudo bem, vou ver o que ela tem a dizer’”, diz ela.

Bennett conversa com as pessoas e então elas contam a outras sobre sua interessante conversa com aquela moça do avental. “Esta peça de comunicação é fundamental” para lançar um negócio, diz ela. Como fazer isso sem ser desagradável?

Sua vibração deve ser "animada para compartilhar, animada para aprender", o que inclui ouvir os pensamentos e críticas dos outros.

Use a diplomacia

A próxima vez que você discordar do plano idiota de seu colega de trabalho, saiba que explicar sua ideia muito melhor duas ou três vezes mais não terá efeito, diz o psicólogo organizacional da Universidade da Pensilvânia, Adam Grant.

Isso é polarizador. Em vez disso, adote uma abordagem não oposicionista, perguntando: "O que mudaria sua mente?" Por exemplo: “Estou preocupada porque, se fizermos o seminário da empresa em um fim de semana, muitas pessoas não irão. O que você precisaria agendar outra data?”

Isso leva sua colega de trabalho a admitir que poderia se imaginar mudando a data, ao mesmo tempo articulando porque ela se fixou a um fim de semana. E isso mostra como estruturar seu argumento em termos de abordar as prioridades dos outros.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também