Carreira

"Concerteza" ou "com certeza": qual é o correto?

Veja também outras erros comuns da língua portuguesa

A escrita correta reflete cuidado e profissionalismo, especialmente em contextos formais (Westend61/Getty Images)

A escrita correta reflete cuidado e profissionalismo, especialmente em contextos formais (Westend61/Getty Images)

Publicado em 4 de julho de 2024 às 08h30.

Na escrita e na fala do dia a dia, é comum encontrar pessoas em dúvida sobre a forma correta de se expressar: "concerteza" ou "com certeza"? Esta dúvida pode parecer simples, mas é fundamental para a clareza e a precisão na comunicação. A seguir, vamos esclarecer essa questão sobre o uso correto da língua portuguesa.

Qual é o correto?

A forma correta é "com certeza". A expressão "concerteza", escrita junta, está incorreta e não existe na norma culta da língua portuguesa.

Exemplo correto:

  • "Eu vou ao evento com certeza."

Entendendo a expressão "com certeza"

"Com certeza" é uma locução adverbial composta pela preposição "com" e o substantivo "certeza". É utilizada para afirmar algo com convicção, garantindo a veracidade ou a firmeza de uma declaração.

Exemplos de uso:

  • "Com certeza, ele é o melhor candidato para a vaga."
  • "Ela virá para a festa com certeza."

Origem do erro

O erro "concerteza" provavelmente ocorre devido à rapidez da fala ou à falta de atenção na escrita. Na comunicação oral, as palavras podem ser pronunciadas rapidamente, levando à confusão na escrita. No entanto, é crucial lembrar que na norma escrita formal, devemos usar "com certeza" separadamente.

Exemplos de outros erros comuns

Assim como "concerteza", existem outras palavras ou expressões que frequentemente causam dúvidas. Vamos ver alguns exemplos:

  1. "De repente" (correto) vs. "Derrepente" (incorreto)
    • Correto: "De repente, ela decidiu viajar."
    • Incorreto: "Derrepente, ela decidiu viajar."
  2. "A gente" (correto) vs. "Agente" (incorreto, dependendo do contexto)
    • Correto: "A gente vai ao cinema."
    • Incorreto (quando se refere a nós): "Agente vai ao cinema."
    • Correto (quando se refere a um funcionário): "O agente de viagens foi muito prestativo."
  3. "Em vez de" (correto) vs. "Ao invés de" (incorreto, dependendo do contexto)
    • Correto (para substituição): "Em vez de ir ao cinema, fomos ao teatro."
    • Incorreto (para substituição): "Ao invés de ir ao cinema, fomos ao teatro."
    • Correto (para oposição): "Ao invés de descansar, ele trabalhou mais."
  4.  "Por que" (correto) vs. "Porque" (incorreto, dependendo do contexto)

    • Correto (em perguntas): "Por que você fez isso?"
    • Correto (em respostas): "Fiz isso porque achei necessário."

    5. "Mal" (correto) vs. "Mau" (incorreto, dependendo do contexto)

    • Correto (para estado): "Estou me sentindo mal."
    • Correto (para característica): "Ele é um mau aluno."
    • Incorreto (para estado): "Estou me sentindo mau."
    • Incorreto (para característica): "Ele é um mal aluno."

Dicas para evitar erros

  1. Leia e revise: Sempre revise seus textos para identificar e corrigir erros comuns.
  2. Consulte fontes confiáveis: Utilize dicionários e gramáticas para esclarecer dúvidas.
  3. Pratique a escrita correta: Praticar a escrita ajuda a internalizar o uso correto das palavras e expressões.

Por que é importante você saber sobre isso

A forma correta de se expressar é "com certeza". Utilizar a expressão corretamente é fundamental para a clareza e a precisão na comunicação escrita e oral. Evitar erros comuns e revisar seus textos são práticas essenciais para melhorar sua competência linguística. Lembre-se de que a escrita correta reflete cuidado e profissionalismo, especialmente em contextos formais.

Acompanhe tudo sobre:Dicas de Portuguêsentrevistas-de-empregoDicas de carreiraGuia de Carreira

Mais de Carreira

De estilista a presidente: os 4 passos para alcançar o sucesso, segundo a CEO do Grupo Malwee

Arteris investe em educação corporativa para lidar com desafios de diversidade geracional

Com salários de até R$ 96 mil, veja 12 profissões em alta no mercado para quem gosta de números

5 profissões para quem quer trabalhar com estatística

Mais na Exame