A página inicial está de cara nova Experimentar close button

13% dos executivos são pressionados para fraudar resultados

O dado foi apontado por pesquisa do IIA Global, que entrevistou gente de 111 paises

São Paulo - Uma pesquisa feita pelo Instituto dos Auditores Internos (IIA Global) com 1.700 profissionais da área em 111 ­países, entre eles Brasil, Estados ­Unidos e Canadá, mostra que 13% dos ­executivos chefes de auditoria sofreram pressão para alterar indevidamente os resultados de seus trabalhos.

Em 21% dos casos, o autor do ­assédio foi o diretor financeiro. O motivo? Não deixar que informações sobre falhas e fraudes cheguem ao topo da empresa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também