Bússola
Acompanhe:
Um conteúdo Bússola

Colégio Santa Cruz reserva vagas para crianças negras e indígenas

As vagas são oferecidas na educação infantil e fazem parte do Programa Santa Plural criado para promover uma educação antirracista e ampliar a diversidade

Edital de inscrição fica aberto até 9 de setembro (Colégio Santa Cruz/Divulgação)

Edital de inscrição fica aberto até 9 de setembro (Colégio Santa Cruz/Divulgação)

B
Bússola

22 de agosto de 2022, 19h52

O Colégio Santa Cruz está com inscrições abertas para seleção de crianças negras e indígenas para entrada na educação infantil da escola, tanto para alunos pagantes quanto para bolsistas. O edital de seleção para o ano letivo de 2023 está aberto até 9 de setembro. São elegíveis crianças nascidas entre 1º de abril de 2018 e 31 de março de 2019. A iniciativa faz parte do programa Santa Plural, lançado em maio de 2021, com o objetivo de promover uma educação antirracista e ampliar a diversidade.

"O Santa Plural tem foco racial e não social, por isso reserva vagas a alunos pagantes e bolsistas. Nossa prioridade é ajudar a divulgar o programa, em toda sua completude, os cinco pilares em que é pautado, a todos os interessados", declara Nicole Carnizelo, diretora-executiva da Associação Santa Plural, criada por pais e ex-alunos voluntários para levantar doações para subsidiar as bolsas dos candidatos que não tiverem condição de arcar com a mensalidade.

A Associação também dialoga com a escola sobre os demais pilares do programa para além da reserva de vagas, que inclui: revisão de currículo e acervo, contratação de educadores negros e indígenas, sensibilização e letramento para toda comunidade e uma frente de acolhimento e integração para alunos e famílias para garantir uma experiência escolar potente e sadia.

Atualmente, a associação apoia 11 estudantes, com bolsas integrais e parciais, que entraram no primeiro ano a contar com vagas reservadas ao programa (2022). O objetivo é manter o mínimo de nove novas bolsas integrais a cada ano.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Ford Fund distribui verba a estudantes para projetos de diversidade

Como a tenente Uhura mudou a diversidade da TV americana e até da Nasa

Violência e exclusão ainda são entraves para inclusão de LGBTQIAP+