PSDB e PMDB tentam aproximar Temer e Aécio por impeachment

Para membros dos partidos que querem a queda de Dilma, somente acordo entre PMDB e PSDB pode tornar possível o impeachment

São Paulo - As alas pró-impeachment dos partidos PSDB e PMDB vêm tentando aproximar Aécio Neves e Michel Temer. Para eles, somente o encontro e acordo dos dois políticos pode fortalecer a derrubada de Dilma.

A informação é do jornalista Lauro Jardim.

A união dos dois unificaria a maioria dos dois partidos em torno da decisão do impedimento.

Na última quinta-feira, Romero Jucá combinou com alguns tucanos que conversaria com Temer sobre o assunto. Eles querem que Temer, vice-presidente, chame Aécio Neves, senador, para a conversa oficial.

A ideia, ousada, vai na contramão do discurso de Temer sobre suas intenções. Ele diz que "não age nas sombras".

Ontem (6), Michel Temer disse, em entrevista ao Canal Brasil, que, se quisesse realmente ocupar o lugar de Dilma, teria agido "subterraneamente".

Enquanto isso, a presidente Dilma, em vídeo gravado para a comemoração do Dia da Independência, assumiu responsabilidade pelos problemas econômicos do país.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.