A página inicial está de cara nova Experimentar close button

PF apreende 2,5 toneladas de cocaína pura, a maior da história do Rio

Polícia Federal obteve informações de que uma organização criminosa estaria se valendo de um galpão para armazenar a cocaína

A Polícia Federal prendeu dois homens em flagrante na noite da terça, 1º de dezembro, após apreender cerca de 2,5 toneladas de cocaína em Duque de Caxias, na Baixada fluminense. Segundo a corporação, trata-se da maior apreensão de cloridrato de cocaína - forma mais pura e valiosa da droga - já realizada no Rio.

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como, no Manual do Investidor

A PF obteve informações de que uma organização criminosa estaria se valendo de um galpão para armazenar a cocaína.

Os investigadores identificaram então movimentação suspeita de veículos no local e realizaram a incursão que resultou no flagrante da noite passada.

Dois homens que estavam no local foram presos e, com eles, foram apreendidas também, duas armas sem registro - uma pistola e um revólver -, além de um rádio comunicador.

A cocaína apreendida foi encaminhado à Superintendência da Polícia Federal no RJ e a pesagem registrada foi de 2,466 toneladas da droga.

Os presos foram indiciados e responderão por tráfico de drogas, cuja pena pode chegar aos 15 anos de reclusão, informou a PF.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também