MPF acusa Andrés Sanchez por sonegação fiscal no Corinthians

Segundo denúncia, o ex-presidente e outros três cartolas do clube teriam causado prejuízo de 94,2 milhões de reais aos cofres públicos

São Paulo – O Ministério Público Federal em São Paulo denunciou o ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, por crimes fiscais que teriam causado um prejuízo de 94,2 milhões de reais aos cofres públicos entre 2007 e 2010, período em que comandava o clube.

Segundo a denúncia feita pelo procurador Patrick Ferreira, em março deste ano, a maior parte do valor é referente à sonegação de impostos em benefício do clube, e não pessoal. A acusação foi revelada nesta quinta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo.

Outros três cartolas que compunham a diretoria no período citado no documento também foram denunciados pela Procuradoria: Roberto Andrade Souza (vice-presidente), André Luiz de Oliveira (diretor administrativo) e Raul Correa da Silva (diretor financeiro).

Em decisão do dia 11 de julho, o juiz federal Joaldo Cavalcanti aceitou parcialmente a denúncia do MPF. Cavalcanti considerou que os réus cometeram o crime intencionalmente, mas suspendeu a punição - que poderia chegar a dois anos de prisão - devido ao pagamento da dívida e dos juros acumulados.

Defesa

À Folha, Andrés Sanchez afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que houve acordo para o pagamento da dívida. O ex-dirigente é também candidato a deputado federal nas eleições deste ano pelo PT em São Paulo.

O Corinthians também informou ao jornal que está pagando os impostos não recolhidos e também os tributos atuais. A débito seria referente a quantias não entregues à Receita Federal em pagamentos para  funcionários contratados, terceirizados e empresas, além de outras prestações de serviço.

[galeria-abril id='107510' type='list']

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.