Lira diz que governo pode dobrar taxação de lucro da Petrobras

O presidente da Câmara disse que a estatal é um "monopólio puro na veia" que precisa ser combatido
Arthur Lira: presidente da Câmara disse que governo federal pode dobrar a taxação dos lucros da Petrobras (Michel Jesus/Agência Câmara)
Arthur Lira: presidente da Câmara disse que governo federal pode dobrar a taxação dos lucros da Petrobras (Michel Jesus/Agência Câmara)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 17/06/2022 às 13:53.

Última atualização em 17/06/2022 às 13:57.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que o governo federal pode dobrar a taxação dos lucros da Petrobras para reverter em benefício ao consumidor. A declaração foi dada após a estatal anunciar nesta sexta-feira, 17, um novo aumento nos preços dos combustíveis.

"Não custava nada para a Petrobras diminuir um pouco os seus lucros agora e esperar o resultado do que nós estamos fazendo, para diminuir a inflação dos mais vulneráveis. Ela não tem, absolutamente, nenhuma sensibilidade", afirmou Lira, em entrevista à GloboNews.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia.

O presidente da Câmara disse que a estatal é um "monopólio puro na veia", que precisa ser combatido, e trabalha para pagar dividendos a acionistas minoritários. "Nós não queremos o caos, mas nós vamos abrir essa caixa preta da Petrobras e responsabilizar essa diretoria e esse presidente por esses atos de má-fé com o povo brasileiro", emendou.

"Aqui a Petrobras paga de CSLL [Contribuição Social Sobre Lucro Líquido], por exemplo, x% sobre o lucro. Nós vamos, por exemplo, dobrar essa taxação e tentar reverter isso diretamente para a população, para que também não entre no caixa do governo", sugeriu Lira, ao citar como exemplo o que é feito nos Estados Unidos.

Na quinta-feira, Lira anunciou que vai convocar para a próxima segunda-feira, 20, uma reunião de líderes para discutir a política de preços da Petrobras. No Twitter, o deputado elevou o tom contra a estatal, chamou a empresa de "país independente" e disse que a companhia declarou guerra ao povo brasileiro.

Nesta sexta, o presidente da Câmara afirmou que a reunião vai ser "muito dura".

(Estadão Conteúdo)

LEIA TAMBÉM:

Arthur Lira pede publicamente renúncia do presidente da Petrobras

Petrobras cai mais de 8% após Lira pressionar renúncia de CEO publicamente

Petrobras ignora Bolsonaro e anuncia alta de combustíveis hoje; entenda o contexto

Petrobras reajusta preço da gasolina em 5,2% a partir de amanhã