• AALR3 R$ 20,08 -0.30
  • AAPL34 R$ 66,99 -2.64
  • ABCB4 R$ 16,70 -0.36
  • ABEV3 R$ 14,02 -0.43
  • AERI3 R$ 3,66 -5.43
  • AESB3 R$ 10,68 -2.64
  • AGRO3 R$ 30,85 -0.16
  • ALPA4 R$ 20,25 -2.46
  • ALSO3 R$ 18,87 -3.08
  • ALUP11 R$ 27,10 -0.26
  • AMAR3 R$ 2,31 -6.48
  • AMBP3 R$ 30,67 -1.60
  • AMER3 R$ 23,25 -3.41
  • AMZO34 R$ 63,64 -2.84
  • ANIM3 R$ 5,29 -4.68
  • ARZZ3 R$ 77,96 -1.95
  • ASAI3 R$ 15,80 -0.44
  • AZUL4 R$ 20,89 -4.87
  • B3SA3 R$ 11,98 -0.99
  • BBAS3 R$ 37,30 -1.75
  • AALR3 R$ 20,08 -0.30
  • AAPL34 R$ 66,99 -2.64
  • ABCB4 R$ 16,70 -0.36
  • ABEV3 R$ 14,02 -0.43
  • AERI3 R$ 3,66 -5.43
  • AESB3 R$ 10,68 -2.64
  • AGRO3 R$ 30,85 -0.16
  • ALPA4 R$ 20,25 -2.46
  • ALSO3 R$ 18,87 -3.08
  • ALUP11 R$ 27,10 -0.26
  • AMAR3 R$ 2,31 -6.48
  • AMBP3 R$ 30,67 -1.60
  • AMER3 R$ 23,25 -3.41
  • AMZO34 R$ 63,64 -2.84
  • ANIM3 R$ 5,29 -4.68
  • ARZZ3 R$ 77,96 -1.95
  • ASAI3 R$ 15,80 -0.44
  • AZUL4 R$ 20,89 -4.87
  • B3SA3 R$ 11,98 -0.99
  • BBAS3 R$ 37,30 -1.75
Abra sua conta no BTG

Investigadas do PSL apontam que verba ajudou Bolsonaro, diz jornal

Em depoimento à polícia, candidatas investigadas em Pernambuco dizem que material gráfico para campanha do presidente foi feito com dinheiro público
Jair Bolsonaro: segundo investigada, todos os candidatos do PSL contribuíram para candidatura do presidente (Flickr/Isac Nóbrega/PR)
Jair Bolsonaro: segundo investigada, todos os candidatos do PSL contribuíram para candidatura do presidente (Flickr/Isac Nóbrega/PR)
Por Da redaçãoPublicado em 03/11/2019 17:24 | Última atualização em 03/11/2019 17:28Tempo de Leitura: 2 min de leitura

São Paulo - Três candidatas do PSL em Pernambuco, investigadas pelo Ministério Público e a Polícia Federal por terem recebido 781,6 mil reais em dinheiro público do PSL sem terem realizado campanha eleitoral, negaram irregularidades. É o que aponta matéria feita pela Folha de S. Paulo.

As suspeitas de atuarem como laranjas do partido no pleito de 2018 disseram, em depoimento à policia, que a gráfica Itapissu, que aparece na prestação de contas e recebeu a maior parte do dinheiro, realizou efetivamente o trabalho requisitado. Reportagem da Folha visitou a gráfica em fevereiro, mas não encontrou sinais de funcionamento.

O material eleitoral feito para elas com dinheiro público ajudou a impulsionar a campanha do presidente Jair Bolsonaro, então candidato à presidência pelo partido. Segundo uma das investigadas, todos os candidatos produziram material para a candidatura do presidente. Bolsonaro já se gabou por ter feito a "campanha eleitoral mais barata da história" e de não ter utilizado dinheiro público na corrida pelo maior cargo da Repúlica.

A suspeita é de que a verba mínima (30%) para candidatura de mulheres no partido tenha sido desviada para outros candidatos. Ainda está sendo apurado se de fato toda a verba foi para pagar a produção de material eleitoral ou houve outro desvio.