Haddad fará desapropriações para erguer 55 mil moradias

O anúncio foi feito em visita à ocupação Pinheirinho 2, na zona leste. Ele afirma que 30 mil lotes serão desapropriados

São Paulo - O prefeito Fernando Haddad (PT) afirmou que a Prefeitura deve desapropriar R$ 300 milhões em terrenos este ano para cumprir a meta de construir 55 mil moradias populares até o fim do mandato.

O anúncio foi feito em visita à ocupação Pinheirinho 2, na zona leste. Ele afirma que 30 mil lotes serão desapropriados. "Ao contrário de outras cidades, São Paulo não tem terrenos públicos disponíveis. Então, o caminho são as desapropriações", disse Haddad.

Segundo ele, é necessário fazer as desapropriações ainda este ano, no máximo no próximo, para que as unidades fiquem prontas até 2016.

O prefeito afirma que o plano conta com aval do governo federal. "Estive em Brasília com a presidenta Dilma e ela deu aval pessoal para a construção de 55 mil moradias. E inclusive orientou o ministro das Cidades de que não faltarão recursos", disse.

Ele afirma que 512 famílias do loteamento Pinheirinho 2 já foram cadastradas em programa habitacional.

No dia 26 de março, a Polícia Militar chegou a iniciar cumprimento de reintegração de posse, que acabou interrompida após a Prefeitura informar a Justiça que desapropriaria a área.

"Veja você que 30% são crianças até 12 anos, uma população extremamente vulnerável", disse Haddad.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.