A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Ao vivo: CPI da Covid ouve Luciano Hang, dono da Havan; acompanhe

Senadores pretendem aprofundar as investigações sobre o financiamento de fake news, o "gabinete paralelo" do governo Bolsonaro e as irregularidades cometidas pela Prevent Senior

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia.

A CPI da Covid ouve nesta momento o empresário bolsonarista Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan. Com o depoimento dele, os senadores pretendem aprofundar as investigações sobre o financiamento e a divulgação de notícias falsas sobre a pandemia de covid-19, o "gabinete paralelo" do governo Bolsonaro e as irregularidades cometidas pela operadora de plano de saúde Prevent Senior.

  • Entenda como as decisões do Planalto, da Câmara e do Senado afetam seus investimentos. Assine a EXAME

Assista ao vivo

Hang foi mencionado na CPI diante das suspeitas envolvendo a Prevent Senior, que teria determinado aos médicos da rede a prescrição de medicamentos sem eficácia para covid-19, o chamado "kit covid", e omitido mortes pela doença. A empresa, que nega as acusações, teria trabalhado em acordo com o governo federal para tentar validar o tratamento precoce.

A mãe do empresário da Havan, Regina Hang, era cliente da rede de planos de saúde e morreu em decorrência de complicações da covid-19, em fevereiro deste ano. No atestado de óbito, no entanto, não consta a doença como causa da morte, mas uma pneumonia bacteriana.

Nas redes sociais, Hang disse que a mãe poderia ter sido salva se tivesse feito tratamento precoce. O prontuário de Regina, no entanto, mostra que ela recebeu “tratamento preventivo” com hidroxicloroquina, ivermectina, azitromicina e colchicina, segundo a advogada Bruna Morato, que representa médicos que elaboraram um dossiê com denúncias contra a Prevent Senior e esteve na CPI na terça-feira, 28.

Hang também será questionado sobre a disseminação de fake news. O empresário é apontado como um dos financiadores de blogs bolsonaristas que propagam notícias falsas, como o de Allan dos Santos, blogueiro que, com a ajuda do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), teria conseguido financiamento de Hang, de acordo com documentos obtidos pela CPI.

Na segunda-feira, 27, Hang compartilhou um vídeo em que aparece com um dos braços algemados, em provocação à CPI. "Se, por acaso, eles (senadores) não aceitarem aquilo que vou falar, já comprei para não gastar dinheiro com algema. Já comprei uma algema, vou entregar uma chave para cada senador. E que me prendam”, disse o empresário, no vídeo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também